Tuédoidé? / Nonsense

A CASA CAIU!

Recém-casados fazem festa e são denunciados por aglomeração

segunda-feira, 29/06/2020, 12:16 - Atualizado em 29/06/2020, 12:46 - Autor: Com informações RIC Mais


A festa aconteceu no último sábado (27).
A festa aconteceu no último sábado (27). | Reprodução/Notícias de Marialva

Apesar dos pedidos para evitar aglomerações, um casal resolveu realizar uma festa de casamento no último sábado (27). Com um salão alugado na cidade, os noivos reuniram parentes e amigos para festejar a celebração. O caso aconteceu na cidade de Marialva, região metropolitana de Maringá, no Paraná.

Com a movimentação intensa na região, moradores resolveram denunciar a situação para uma equipe de fiscalização e também para a imprensa. 

Uma equipe de fiscalização da Prefeitura de Marialva também esteve no local. Foram realizados autos de infração e aplicadas multas para o responsável pela festa e também para o proprietário do local que alugou o espaço.

No local estavam 25 pessoas, segundo a equipe de fiscalização. Todas estavam de máscara e respeitando o distanciamento. No entanto, de acordo com decreto municipal, festas estão proibidas. 

Após a repercussão da interdição da festa, a Loja Maçônica Ciência e Justiça publicou uma nota de esclarecimento onde afirma que os proprietários do local não sabiam da realização da festa. 

"Assim que tomamos ciência através da imprensa da utilização do salão de festas no dia 27/06/2020, sábado, na hora do almoço por pessoas que estariam comemorando um casamento, esclarecemos que a utilização do recinto ocorreu sem o conhecimento e a autorização da Diretoria da Loja.

Esclarecemos mais, que estamos em plena campanha no combate ao corona vírus e pandemia, lutando pelo isolamento social, contra aglomerações e estamos com todas nossas reuniões suspensas, inclusive as festivas de qualquer espécie, concordando e colaborando com o cumprimento de todas as medidas legais no combate ao terrível mal.

Estamos em campanha também, pela utilização de máscaras, álcool em gel, contribuindo com várias instituições carentes neste período de pandemia.

Declaramos por fim que apoiamos, divulgamos e cumprimos rigorosamente todas as medidas preventivas tomadas em Marialva, não admitindo que sejam descumpridas, inclusive em nossas instalações por quem quer que seja.

Determinamos instauração urgente de uma sindicância interna para apurar todos os fatos e responsabilidades para que as medidas necessárias sejam tomadas".

Conteúdo Relacionado


4 Comentário(s)

Exibir mais comentários

MAISACESSADAS