Pará

'Um amigo, irmão e um grande talento': Magela lamenta morte de humorista do Paranoia

quarta-feira, 01/05/2019, 21:19 - Atualizado em 02/05/2019, 11:48 - Autor:


O comediante e criador do programa “Turma do Paranoia”, Geraldo Magela, lamentou a morte do amigo e colega de trabalho Ricardo Sena de Macedo Soares, que foi assassinado na tarde desta quarta-feira (1) em Belém, após se envolver em uma briga generalizada e sofrer diversas lesões no corpo.



“O Ricardo além de ser um amigo irmão era um grande talento”, inicia Magela, que faz questão de lembrar a trajetória de seu amigo. “Ele fazia o quadro ‘Garota Fim de Festa’, em que invadia as baladas para tentar conquistar as gatas mais animadas da festa. Ricardo era um garoto no corpo de um verdadeiro Deus Grego, segundo as suas fãs que acompanham sua performance em nosso programa”.


LEIA TAMBÉM:


Ator paraense do 'Paranoia' é assassinado em Belém


Cenas fortes: vídeo mostra briga e agressão ao ator paraense do 'Paranoia'


Corpo do ator paraense Ricardo Soares será velado nesta quinta (2)



"Rodrigo Bomba", como também era conhecido, fazia o quadro "Garota Fim de Festa"; assista ao vídeo acima


Bastante desamparado, Magela, que atualmente está em São Paulo, anunciou que retorna a Belém para prestar apoio à família do amigo. Apesar da tristeza, ele continua: ”Estou desolado e muito triste, pois perdi um amigo-irmão que acreditou até o fim no meu sonho e embarcou no Paranoia para levarmos diversão e alegria pra tantas pessoas. Que Deus tome posse de sua alma e que lhe reserve um lugar lindo e maravilhoso no paraíso”, deseja.


O CASO


Ricardo Soares, mais conhecido como “Rodrigo Bomba”, foi assassinado na tarde desta quarta (1) no conjunto Pedro Teixeira, no bairro do Coqueiro, em Belém. A Polícia Militar informou que a vítima bebia próximo a praça principal do conjunto quando se envolveu em uma confusão generalizada e sofreu diversas lesões no corpo. Ricardo foi socorrido para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Icoaraci, distrito de Belém, mas faleceu.


O caso é investigado pela Polícia Civil para identificar o suspeito do crime e saber o que motivou a briga.


(DOL)

Conteúdo Relacionado


4 Comentário(s)

Exibir mais comentários

MAISACESSADAS