Notícias / Marabá

EMERGÊNCIA

Enchentes deixam 2 mil desabrigados em Marabá

Somente o rio Tocantins atingiu 12 metros deixando mais desalojados, que são resgatados pelo exército. Até abrigo foi afetado pelas cheias

quinta-feira, 19/03/2020, 07:36 - Atualizado em 19/03/2020, 07:37 - Autor: Alessandra Gonçalves/Diário do Pará


Homens do Exército fazem o resgate dos desabrigados pela cheia
Homens do Exército fazem o resgate dos desabrigados pela cheia | James Oliveira/RBATV

A cada dia vem aumentando o número de famílias desabrigadas em Marabá, sudeste paraense, em decorrência da cheia dos rios Tocantins e Itacaiúnas. Na tarde desta quarta-feira (18), o Tocantins atingiu 12,38 metros, acima do nível normal. A subida do nível do rio aconteceu muito rápido nas últimas 24 horas, pegando muitos de surpresa, com cerca de 60 centímetros de terça para quarta. O prefeito de Marabá, Tião Miranda, decretou na terça-feira (17) situação de emergência no município em função da cheia e do número de desalojados por causa das enchentes.

A subida das águas já atinge diversos trechos da Orla da Marabá Pioneira, cartão-postal do município, e muitos abrigos que haviam sido construídos na área da Praça de Esporte da Colônia de Pescadores Z-30 foram invadidos pelas águas, pegando as famílias de surpresa. “Não sei como vou fazer, para onde eu vou, aonde vão colocar minhas coisas, porque a água está entrando no meu barraco”, disse a doméstica Maria de Fátima da Silva.

O construtor Deusivan dos Santos também foi para um abrigo com a família, mas o local também foi invadido pelas águas. “Para nós é muito triste, porque cada mudança que a gente faz perde muita coisa. Então, isso não tem nem explicação, é difícil acordar e quando coloca os pés no chão está embaixo d’ água e para quem tem criança pequena, é pior ainda”.

AFETADOS

De acordo com a Defesa Civil de Marabá, as famílias que tiveram os abrigos inundados seriam remanejadas para outros locais. Os bairros mais atingidos são: Santa Rosa, Centro da Marabá Pioneira; Amapá, Da Paz, São Miguel da Conquista, Filadélfia, no Núcleo Cidade Nova e Folha 33 e 14, na Nova Marabá. Ao total já são mais de 2 mil pessoas afetadas pela cheia. De acordo com a Defesa Civil Municipal, são 788 famílias atingidas pela cheia dos rios, totalizando 1.418 pessoas desabrigadas e 507 pessoas desalojadas, que são aquelas que alugam casas ou vão para residências de familiares.

Já 197 pessoas estão afetadas também diretamente com a enchente e não se enquadram nem em desabrigados nem desalojados, como exemplo das moradias de dois andares, onde se mudam para o andar de cima, ficando ilhados.

RESGATE EXÉRCITO

Quinze caminhões, sendo 10 do Exército Brasileiro, 4 destes com embarcações, estão realizando a mudança das pessoas para a casa de familiares, amigos ou abrigos. A 23ª Brigada de Infantaria de Selva também disponibilizou 43 militares do 52º Batalhão de Infantaria de Selva e do 23º Batalhão Logístico de Selva. A cidade conta atualmente com sete abrigos, em quatro dos núcleos do município. O Corpo de Bombeiros (Defesa Civil Estadual) também já está prestando total apoio aos atingidos juntamente com o município.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS