SAÚDE

Enxaqueca: descubra as causas, sintomas e tratamentos

terça-feira, 10/09/2019, 19:21 - Atualizado em 10/09/2019, 19:20 - Autor: Redação


A cefaleia caracteriza as dores em diferentes partes da cabeça, entre elas a enxaqueca, e pode ter variadas causas
A cefaleia caracteriza as dores em diferentes partes da cabeça, entre elas a enxaqueca, e pode ter variadas causas | (Reprodução)

Mais de 90% das pessoas sentem alguma dor de cabeça pelo menos uma vez, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). A cefaleia caracteriza as dores em diferentes partes da cabeça, entre elas a enxaqueca, e pode acontecer por várias razões e com intensidade e frequências diversas. Porém, é comum que muitas pessoas tenham dúvidas sobre quando procurar um especialista e verificar as possíveis causas dessa dor.

Enxaqueca

De acordo com os especialistas, as causas mais comum da enxaqueca., que tem origem genética, pode ser influenciado por diversos fatores, como questões hormonais. Não há um exame específico para fechar o diagnóstico e, por isso, a conversa com um especialista é fundamental para analisar todo o quadro do paciente.

Ter dor de cabeça constante é normal?

Para os médicos, sentir dor de cabeça não é normal, mas também não é causada por outras doenças na maioria das vezes. É preciso observar todo o quadro: quando ela se torna recorrente, vem acompanhada de outros sintomas, fica muito forte ou surge aparentemente sem motivo, é a hora de procurar um médico para verificar as possíveis causas.

Exames e especialista a procurar quando a cefaleia for frequente

Para analisar casos de cefaleia, o ideal é buscar um neurologista. Ele irá considerar todo o histórico e relato do paciente para verificar a necessidade de exames complementares. Em alguns casos, não é necessário fazer exames de imagem -na enxaqueca, por exemplo, esse tipo de avaliação não é conclusiva para o diagnóstico final.

Crianças devem ter cuidados especiais?

Não, a análise para crianças e adultos é a mesma: antes de procurar um médico, verifique a recorrência e contexto das dores.

Enxaqueca tem cura?

A doença não tem cura. Porém, ela não é constante -atua por meio de crises. O tratamento serve para tornar esses momentos de dor cada vez mais escassos, aumentando os “ciclos de calmaria”. A partir dos 40 anos, a tendência é que as crises diminuam ou até mesmo parem de ocorrer.

Casos no Brasil

O país tem alto índice de casos, assim como outras nações. Mas, ao olhar especificamente para a enxaqueca crônica, os números são substancialmente maiores. São muitos motivos possíveis para isso - mas se destacam o reduzido acesso à saúde (quanto menor a possibilidade de tratamento, maiores as chances de piora a longo prazo) e a demora do paciente para procurar um especialista.

Conteúdo Relacionado


4 Comentário(s)

Exibir mais comentários

MAISACESSADAS