Diário Online

Esporte / Esporte Pará

ÁGUIA DO SOUZA

Robson quer Tuna sem oba oba e fala de peso da camisa

Técnico não perde com a Águia no Souza há nove jogos e quer usar fator casa para garantir classificação.

segunda-feira, 03/05/2021, 21:03 - Atualizado em 03/05/2021, 21:03 - Autor: Kaio Rodrigues/DOL


Robson conquistou acesso e título da Segundinha com a Tuna e está perto de chegar às semifinais do Parazão 2021.
Robson conquistou acesso e título da Segundinha com a Tuna e está perto de chegar às semifinais do Parazão 2021. | Divulgação/Ascom Tuna

Sem conquistar o Campeonato Paraense desde 1988, a Tuna Luso está próxima de garantir uma vaga na semifinal da competição e, de quebra, assegurar a participação na Série D do Brasileiro de 2022. O longo jejum pode ser quebrado em breve, ou não, tudo vai depender do desenrolar dos jogos. Mas é fato que o bom momento Cruzmaltino se passa muito pelo técnico Robson Melo.

Mesmo com vantagem, Robson Melo prega cautela na Tuna

“É um momento feliz. Nosso grupo está feliz. Sabemos que no futebol só é lembrado quem chega nas finais. Quando se vence, parece que está tudo bem, mas aqui sabemos que não é assim que funciona. Sabemos da nossa responsabilidade. Defender as cores da Tuna não é fácil. A cobrança interna é alta. Nosso torcedor tem nos apoiado, mesmo que distante. É por eles e por nós que quarta-feira vamos dar nossa vida no Souza para garantir a classificação”, comentou.

Contratado para comandar o clube na Segunda Divisão do Parazão, o treinador soma 17 jogos à frente da Águia, considerando as duas divisões estaduais, tendo conquistado 11 vitórias e o título da Segundinha. Agora, o próximo desafio será a partida de volta das quartas de final do Paraense, contra o Itupiranga. Apesar da vantagem de 3 a 0 no primeiro jogo, o treinador garante que os lusos vão entrar sem confiar na vantagem.

“Não vou jogar com regulamento. Não existe isso aqui. Até quando já estávamos classificados (na primeira fase) conseguimos aumentar nosso nível de jogo e de rendimento por setores. Temos uma vantagem que podemos usar ao longo da partida, desde que a gente consiga fazer nosso jogo. Precisamos usar nossa estrutura mental e tática. Com muito respeito ao Itupiranga, vamos buscar impor nosso ritmo. É importante para que não sejamos surpreendidos dentro de casa. É assim que vamos buscar nossa classificação na quarta-feira (5)”, continuou.

Sem perder há nove partidas no Estádio do Souza, conquistando sete vitórias e dois empates, levando em consideração a última e atual temporada, o treinador quer manter o bom retrospecto para garantir vaga entre os quatro melhores da competição. Em entrevista, disse que a comissão técnica trabalha na recuperação muscular dos atletas e na parte psicológica.

“Precisamos recuperar a musculatura, lidar com a ansiedade do jogo do ano para nós, é o que vai fazer a diferença nessa decisão de quarta-feira. Nossa comissão técnica está trabalhando para que o nível de atenção não caia e nem que o “oba oba” entre na Gloriosa. O Wando e seu time, ao longo da competição, provaram que são merecedores de respeito. Temos um mérito no Souza que não é perder desde a Segundinha. Pretendemos lutar para mantê-la e se conseguimos ter êxito, vamos conseguir uma classificação muito importante para o grupo, para o trabalho. Estamos colhendo os frutos de uma gestão responsável e séria e de trabalho diário que estamos fazendo”, concluiu o técnico.

Caso avance de fase, a Tuna terá pela frente Remo ou Águia de Marabá, que decidem a primeira vaga às semifinais nesta terça-feira (4), no Baenão, em Belém, às 19h. O Leão pode perder até por um gol de diferença que avança de fase, já que venceu a partida de ida por 3 a 1, em Marabá.

Conteúdo Relacionado


4 Comentário(s)

Exibir mais comentários

MAISACESSADAS