Esporte / Esporte Pará

FICA OU VAI?

Papão ainda não renovou e contrato de Perema acaba hoje

quarta-feira, 09/10/2019, 08:36 - Atualizado em 09/10/2019, 08:36 - Autor: Tylon Maués


Perema (esq.) vai poder assinar com qualquer clube a partir de amanhã, livre de vínculo com o Papão.
Perema (esq.) vai poder assinar com qualquer clube a partir de amanhã, livre de vínculo com o Papão. | Jorge Luiz/PSC

Na reta final da disputa bicolor na Série C, o técnico Hélio dos Anjos vaticinou que alguns de seus jogadores estão em nível de uma disputa de primeira divisão, sendo que o zagueiro paraense Perema foi um dos citados. Titular absoluto do melhor sistema defensivo da competição, o jogador fica sem contrato com o clube alviazul amanhã.

Com uma breve passagem pelo departamento médico entre o fim do Parazão e o início da Terceirona, Perema esteve na maior parte dos 41 jogos do Paysandu em 2019, entre Campeonato Paraense, Copa do Brasil, Série C e Copa Verde. Destes, o Papão perdeu apenas cinco vezes, um dos melhores desempenhos no país esse ano.

As conversas internas têm acontecido há tempos, mas não podiam passar alguns limites de um elenco que disputava um acesso e tinha dois clássicos seguidos pela frente. Internamente já se sabe quem deve ficar e quem não terá o contrato renovado. Perema está na lista dos que interessam, permanecendo ou não Hélio dos Anjos no comando do Paysandu para 2020.

O presidente bicolor, Ricardo Gluck Paul, não fala em nomes, por enquanto. De acordo com ele, assim que houver alguma confirmação o clube anunciará de forma oficial. No entanto, afirma o dirigente, seja renovação ou um aditamento de contrato serão analisados ao serem anunciados para não atrapalhar nenhuma negociação em andamento. “Vamos soltar (os nomes) na medida certa, para uma coisa não atrapalhar a outra. A ideia é manter uma boa espinha”, confirmou Gluck Paul.

O companheiro de zaga de Perema, o capitão Micael, comentou sobre a possibilidade da continuidade dessa dupla e do desempenho do colega de elenco. “Ele é muito seguro e calmo, ajuda muito coletivamente. Ele busca sempre o melhor e joga para o coletivo”.

Histórico 

Na Curuzu desde 2017, Perema vive seu melhor momento e, aos 27 anos, despertou interesse de outros clubes do Brasil, em especial de alguns que disputam a Série B do Campeonato Brasileiro. O zagueiro tem presença certa nas duas partidas finais da Copa Verde, contra Goiás-GO ou Cuiabá-MT, mas até que tenha assinado sua renovação, as especulações de uma possível saída só aumentarão. A partir de amanhã ele poderá assinar contrato com qualquer outro clube, sem obrigação de qualquer ressarcimento ao Paysandu.

Tiago Luis decepciona

Contratado em abril para ser o principal jogador do Paysandu no ano, o meia Tiago Luís não teve uma temporada das melhores na Curuzu.

A menos que seja decisivo na final da Copa Verde, o jogador terá que ter um 2020 bem melhor para justificar o investimento alto para os padrões do clube e toda a expectativa gerada na Fiel.

Com contrato por mais uma temporada, podendo se estender por mais dois anos ainda se houver entendimento entre as partes, Tiago ainda é visto como um jogador que pode render bastante ao time no ano que vem.

Dentro da Curuzu, o atleta é visto como alguém com potencial e que profissionalmente corresponde aos ditames do clube. Mas, há uma cobrança por uma melhor condição física de Tiago, o que passou longe desde sua chegada e o prejudicou imensamente.

Goiás ou Cuiabá tanto faz, foco é o título!

Micael (dir.) vê conquista da Copa Verde como obrigação para os bicolores
Micael (dir.) vê conquista da Copa Verde como obrigação para os bicolores Jorge Luiz/PSC
 

Capitão bicolor, o zagueiro Micael sempre é ponderado e tranquilo ao falar sobre o time e o trabalho feito na Curuzu. Passada a conquista da vaga diante do maior rival para a decisão da Copa Verde, ele prega um foco total para a busca desse título. O jogador sabe que nem essa taça será suficiente para aplacar a perda do acesso com toda a polêmica de arbitragem que houve, mas garante que quem estiver no elenco tem que se doar ao máximo para terminar bem a temporada.

“Queremos muito esse campeonato. Desde o fim do Re-Pa a gente já pensa nessa decisão. Teremos uma folga para descansar, conhecer melhor a cidade e o Estado, mas principalmente para descansar”, disse. “Temos que ser coroados de alguma forma depois de tanto trabalho desde o início do ano. É para salvar o ano, pois nosso maior objetivo nos foi tirado. Agora, estamos totalmente focados nessa Copa Verde”, completou Micael.

A procura de informações sobre Goiás-GO e Cuiabá-MT, que decide a outra vaga, tem sido uma constante, afirma o jogador. Micael conhece bem o treinador do time mato-grossense por já ter trabalhado com Itamar Schulle, mas continua buscando mais subsídios que possam lhe ajudar e aos companheiros também. “Conheço o trabalho do Itamar e conheço o trabalho dele. Tenho acompanhado os dois times, procurado informações. Mas, qualquer um dos adversários será difícil”.

Preparação da Final 

O primeiro jogo da final da Copa Verde está marcado apenas para o dia 13 de novembro. A despeito da diretoria bicolor tentar antecipar o jogo, o clube deve programar de um a dois amistosos após o retorno dos dez dias de folga ao elenco. Segundo Micael, algo necessário nessa fase de preparação, seja quem for o oponente. “Nos foi passado que estão procurando amistosos, o que será importante para essa longa fase de preparação até o primeiro jogo de decisão. Tem que ser um adversário que nos exija um bom teste. Independentemente, temos que encarar os treinos e esses amistosos com muita seriedade”.

Sobre a permanência para 2020, o zagueiro deixa claro seu desejo de renovar o contrato e prega a permanência de uma base sólida para a disputa do acesso no ano que vem. “Tenho vontade de ficar. Já havia manifestado meu interesse. Nós conversamos e ficou bem encaminhado. Acredito que poderei ficar mais um ano e fazer o melhor. Torço para que seja mantida uma boa base desse projeto que, a meu ver, foi bom”.

Papão leva vantagem sobre o Remo na web

O instituto Ibope/Repucom divulgou na última segunda-feira o ranking digital dos clubes brasileiros de outubro de 2019. O levantamento mostrou a evolução nas redes sociais dos principais clubes, com Flamengo-RJ e Corinthians-SP, maiores torcidas nacionais, mantendo-se no topo. Em nível estadual, a disputa Re-Pa se mantém acirrada, com Paysandu e Clube do remo figurando nas 25ª e 26ª posições, respectivamente.

Em tempo, o levantamento não é pesquisa de torcida, mostrando apenas o número de inscritos nos canais oficiais dos clubes nas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

O Papão está à frente do Leão Azul em números de seguidores. O clube bicolor é o melhor colocado com 774.112 seguidores. O Remo vem logo atrás com 685.160, uma diferença de 88.952 seguidores.

O bicolor leva a melhor sobre o rival no Twitter, Instagram e YouTube, perdendo apenas no Facebook. A maior diferença entre eles é no Twitter, com o Paysandu tendo 177.160 seguidores e o Remo 85.312, uma diferença de 92.298 internautas.

A vantagem do Leão Azul no Facebook é de 395.132 seguidores contra 351.177 do Papão. A diferença de 43.955 a favor do Remo é considerável, pois o Facebook é considerado, ainda, como a principal rede social no país pelo mercado publicitário.

As redes sociais dos clubes profissionais são espaços procurados pelos torcedores para saber das notícias, participar de promoções e acompanhar jogos.

Conteúdo Relacionado


4 Comentário(s)

Exibir mais comentários

MAISACESSADAS