Entretenimento / Promoções

PROMOÇÃO

DOL sorteia ingressos para show da Adriana Calcanhotto

sexta-feira, 13/09/2019, 17:27 - Atualizado em 13/09/2019, 17:27 - Autor: Ana Paula


| Reprodução

Nos dias 26 e 27 de setembro a cantora Adriana Calcanhotto retorna aos palcos paraenses com sua nova turnê. Os shows serão no Theatro da Paz, às 21h. E o DOL vai sortear um internauta, com direito a acompanhante, para curtir esse show. 

Para concorrer, o internauta terá de seguir o perfil do Diário Online (@doloficial) no Instagram e marcar duas pessoas na FOTO OFICIAL da promoção. Mas atenção, não vale perfis inativos, de famosos, de lojas ou fakes. O sorteio será realizado na tarde de quarta-feira (25).

RESGATE

O vencedor deve vir à redação do DOL - Avenida Almirante Barroso, 2190, no bairro do Marco, portando o documento de identificação original com foto, na quinta-feira (26), de 9h às 18h. 

Atenção: nome e sobrenome nos comentários serão comparados ao nome do documento de identificação original com foto, que deve ser apresentado no ato de entrega do prêmio. Se não forem os mesmos, o prêmio não será entregue.

Participam da promoção todos os comentários feitos até o momento do sorteio. No ato de entrega do prêmio será necessário um registro em imagem (foto) para posterior publicação. O vencedor não deve estar de bermuda ou short. 

O Show

Depois do semestre de aulas em Coimbra e do lançamento do álbum Margem em Portugal e no Brasil, Adriana Calcanhotto estreia a nova tour e mais uma vez, vem se dar ao mar como imagem.

Adriana Calcanhotto assina a direção do espetáculo de lançamento de seu novo álbum, Margem, lançado em junho de 2019. A banda que a acompanha é formada pelos mesmos músicos que tocaram e co-produziram com ela o seu mais recente trabalho de estúdio. Rafael Rocha (mpc, bateria, percussão, Handsonic, assovio), Bruno Di Lullo  (baixo e synth) e Bem Gil (guitarra e synth), os dois últimos estiveram com Calcanhotto na turnê A Mulher do Pau Brasil que rodou o Brasil no segundo semestre de 2018.

“Eles são compositores, são parceiros, são amigos, tocam na mesma banda, me ajudaram a produzir o disco, são gatos, como não os levaria pela estrada a fora?”, derrete-se a artista.

O repertório do novo show tem como esqueleto as canções do novo álbum, Margem, resgata músicas de Maritmo e Maré, os outros dois discos da trilogia marinha (como “Mais Feliz”, “Vambora”, “Quem vem pra beira do mar”), além de sucessos da carreira de Adriana, como “Devolva-me” e “Maresia” canções arranjadas especialmente para o espetáculo, como ‘Futuros amantes”, de Chico Buarque, de 1993, que a cantora gravou como faixa exclusiva para a versão japonesa do álbum Margem. “Canção irmã de “Os ilhéus”, apontam as duas para muito tempo depois de nossa civilização, e apostam as duas no amor e na virtude como humanidades sobreviventes aos tempos. Não saberemos. As duas canções irmãs só se encontram no palco (e no disco japonês) e em sequencia. É dos momentos mais fortes do show, pra mim, no sentido do quanto uma canção pode exigir de nós em termos da nossa capacidade de rendição à beleza. Será que um dia Copacabana será a nova Atlântida? Chico Buarque e Antonio Cicero é quem sabem”, especula a compositora.

“No primeiro ensaio olhei para a banda e falei “vamos fazer um luau”. Esse foi o primeiro sentimento. Luaus dependem da força do vento, do tempo que ele sopra numa só direção, da maré, e esse show é assim; completamente dependente do mar. Com os ensaios porém, fui percebendo que o emaranhado de textos do roteiro, que tem muitos ecos e referências literárias, foi se superpondo à ideia de luau, que é a princípio menos complexo. Os arquétipos marinhos foram dando as caras, a meu ver em função da sonoridade que alcançamos tocando juntos tanto tempo depois das gravações do disco. O som do show não quis ser o som do disco, o universo timbrístico teve que se expandir pra conter as canções da trilogia e mais as outras todas e isso era previsto mas o som do show resultou mais relaxado, mais vagabundo. Interessante foi notar as ligações que as canções começaram a fazer entre si independentemente da minha ação. De certa forma, fui observando o roteiro se fazer a si próprio, maneira inteiramente nova pra mim de conceber um espetáculo.

O novo show traz mais uma novidade, a lojinha Margem. Dessa vez, com uma pegada sustentável. O espaço terá diversas opções de produtos e souvenirs que estarão à venda antes e após o espetáculo. Em parceria com a empresa Papel Semente, a tag das camisas, feita com papel artesanal, ecológico e biodegradável, poderá ser plantada e em 20 dias nascerá uma flor chamada de mosquitinho branco. Já as sacolas plásticas utilizadas na lojinha são da empresa Tudo Biodegradável. A decisão ecológica é fruto de uma parceria com a ONG Funverde, que investe no plantio de árvores.

As vendas do ingressos estão sendo feitas na bilheteria do Theatro da Paz (somente em dinheiro) e no site Ticket Fácil (cartão). Mais informações 4009 8758 - WhatsApp 98881 5202.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS