Fama

Advogada de modelo que acusa Neymar abandona o caso

quinta-feira, 06/06/2019, 15:52 - Atualizado em 06/06/2019, 16:30 - Autor:


O escritório de advocacia contratado pela modelo que acusou Neymar de estupro optou por abandonar o contrato com tal cliente após analizar as imagens que foram divulgadas na última semana, onde mostra a modelo agredindo Neymar, conforme foi informado durante o Jornal Nacional da noite da última segunda-feira (3). Segundo os advogados, ela havia relatado que tinha sofrido agressão por parte do jogador, e em nenhum momento mencionou o estupro.

De acordo com a empresa Fernandes e Abreu Advogados, a mulher relatou que “a relação que manteve com Neymar foi consensual, porém, durante o ato, o atleta teria se tornado uma pessoa violenta, agredindo-a”. 

Ainda segundo o documento de rescisão do contrato, mostrado durante o Jornal Nacional, afirma ter feito, ainda na última quarta-feira (29), uma reunião com os representantes de Neymar. 

“Feito o primeiro contato com os representantes do agressor, por intermédio de uma reunião realizada em 29/05/2019, foi rechaçada qualquer possibilidade de acordo extrajudicial na esfera cível por parte dos representantes de Neymar Júnior, que menosprezaram o ocorrido, lamentavelmente”, chegou a ser dito, por meio de tal documento. 

Já com um novo advogado, a mulher foi até a delegacia, prestar a queixa contra o jogador, na última sexta-feira (31), registrando o boletim de ocorrência, em que citou o fato como “estupro”. 

Também durante o Jornal, foi mostrada uma troca de mensagens entre a mulher que acusou Neymar e seu agora antigo advogado.

“Por que a gente não joga logo na mídia pra acabar com a carreira desse pipoqueiro logo de vez? Ele me espancou e me estuprou. (...) Estou com raiva. (...) Eu devia ter matado ele quando tive a chance”, chegou a afirmar ela, em tal texto. “Eu fui contra qualquer medida bombástica. E até que chegou num momento, de forma mais dura, ela ter acusado a minha ética profissional a respeito do que eu estaria fazendo”, declarou o advogado José Edgar da Cunha Bueno Filho, para o jornalístico da Globo. 


(Com informações do O Fuxico)

Conteúdo Relacionado


4 Comentário(s)

Exibir mais comentários

MAISACESSADAS