CIÊNCIA

Moscas que gostam de orgasmos podem ajudar dependentes químicos. Entenda

POSTADO EM: Quarta-Feira, 09/05/2018, 22:51:30
ATUALIZADO EM: 09/05/2018, 22:52:03

zoom_out_map
Divulgação

Pesquisadores israelenses estudam uma forma de controlar a dependência química de humanos a partir da descoberta de que moscas-da-fruta, do gênero masculino, gostam mais de orgasmos do que de álcool.

METODOLOGIA

Os cientistas expuseram as moscas a uma luz vermelha que ativa a proteína corazonina (CRZ) no abdômen, que também desencadeia a ejaculação. Ao longo do teste, foi observado que as ejaculações repetidas afetaram o desejo das moscas por outros prazeres, como líquidos com álcool.

As moscas que tiveram orgasmos evitaram o álcool e preferiram se reunir na zona da luz vermelha porque ‘lá era mais gostoso’, diferentemente do grupo de controle que não recebeu nenhum estímulo.

RELAÇÃO

Os pesquisadores concluíram, então, que a dependência química em humanos pode ser moderada por outras recompensas - não necessariamente de natureza sexual; e que essas recompensas estariam disponíveis naturalmente, a exemplo de interações sociais ou da prática do esporte.

A pesquisa foi publicada no periódico científico Current Biology. Os cientistas compõe uma equipe da Universidade Bar-Ilan, localizada perto de Tel Aviv, em Israel.

(Com informações do Terra)



COMENTÁRIOS mode_comment