zoom_out_map
(Foto: Reprodução Youtube)

Acaba no sábado prazo sobre dados no WhatsApp

Quinta-Feira, 22/09/2016, 22:09:37 - Atualizado em 22/09/2016, 22:36:39

Os usuários do WhatsApp que não quiserem que os seus dados pessoais sejam compartilhados automaticamente com o Facebook têm mais três dias para evitar essa troca de informações: o prazo é até o dia 25 de setembro para rejeitar os novos termos de privacidade. Já os novos usuários do WhatsApp não terão a chance de escolher.

No mês passado, o WhatsApp informou que passaria a compartilhar mais dados com o Facebook para "melhorar suas experiências com anúncios e produtos" da rede social.

Na ocasião, dia 25 de agosto, o Whatsapp também divulgou um prazo de 30 dias para quem quisesse rejeitar as novas regras de compartilhamento. É a primeira vez em quatro anos que o serviço de mensagem instantânea muda os termos de uso de dados.

As novas regras têm relação com a venda do WhatsApp para o Facebook, concretizada no final de 2014 por US$ 22 bilhões. Depois da compra, o serviço, antes pago no caso de renovação, ficou completamente gratuito.

A ideia do Facebook, segundo declarações da própria empresa, é utilizar o serviço de compartilhamento de mensagens para os negócios da rede social.

COMO DESFAZER O COMPARTILHAMENTO DE DADOS

Se você já é um usuário do WhatsApp, mas quiser recusar as novas regras, há duas formas para isso.

A primeira maneira ao iniciar o aplicativo e se deparar como aviso de atualização. Nesse caso, você precisa clicar em "Leia". Se a pessoa não quiser que os dados de sua conta sejam compartilhados com o Facebook, você poderá desmarcar essa opção e prosseguir a atualização.

No entanto, se o usuário já aceitou a atualização anteriormente, ainda há solução. Ele tem até a próxima semana para escolher se quer ou não compartilhar os dados da conta. Para isso, é preciso entrar no aplicativo, ir para "Configurações ou Ajustes", em seguida escolher a opção "Conta" e, finalmente, optar por marcar ou desmarcar "compartilhar os dados da conta".

Segundo o WhatsApp, ao concordar com os novos termos, os números do telefone e o conteúdo das conversas dos usuários "não serão" repassados à rede social. Mas o Facebook já planeja usar as informações compartilhadas para sugerir sugestões de amizade "mais relevantes" e também anúncios publicitários para quem troca mensagens.

ALCANCE

Em fevereiro deste ano, o WhatsApp alcançou a marca de 1 bilhão de usuários, segundo publicação do presidente-executivo e cofundador do Facebook, Mark Zuckerberg.

De acordo com um post no blog do WhatsApp, esse número representa quase uma em cada sete pessoas na Terra que, todo mês, usam o WhatsApp "para estar em contato com seus amados, amigos e família". No Brasil, estima-se que 100 milhões de pessoas usem o serviço.

(Com informações da BBC Brasil)

EM ALTA

COMENTÁRIOS mode_comment

CONTINUAR LENDO keyboard_arrow_down