MISTÉRIO

Ossadas encontradas podem ser de dois jovens desaparecidos

POSTADO EM: Quinta-Feira, 04/01/2018, 18:34:02
ATUALIZADO EM: 05/01/2018, 09:32:47

zoom_out_map
Maycon Nunes/Diário do Pará

Duas ossadas humanas foram encontradas em uma área de mangue no conjunto Icuí Laranjeira, em Ananindeua, Região Metropolitana de Belém, no final da tarde ontem. Os restos mortais podem ser de dois jovens que estão desaparecidos desde o último dia 17 de dezembro de 2017, mas a confirmação da identificação depende do exame de DNA que será feito pelo Instituto Médico Legal, para onde os corpos foram removidos e onde passarão por exames de necropsia. As ossadas foram encontradas por familiares dos rapazes desaparecidos. Equipes da Divisão de Homicídios e da Seccional Urbana da Cidade Nova estiveram no local e deram início às investigações.
Em virtude das condições geográficas do local onde os corpos foram encontrados, foi necessário pedir apoio do Corpo de Bombeiros na operação de remoção dos cadáveres.

Segundo o sargento PM Delmo, do 6º Batalhão de Policiamento Militar, a guarnição foi acionada pelo Centro Integrado de Operações (Ciop), por volta das 16h30, para apurar uma denúncia de que os corpos de dois homens teriam sido encontrados às margens de um rio, cujo acesso é pela Rua Paulo Assunção, no Icuí Laranjeira. “Os corpos foram encontrados por familiares das vítimas. Na verdade, são pessoas que procuram por 2 jovens desaparecidos. Eles acreditam que sejam estes os desaparecidos”, ressaltou o oficial, que estava na companhia do cabo PM Cirineu.

Os restos mortais seriam de um adolescente de 15 anos e de Antônio Edmilson Araújo da Silva, de 24 anos. Porém, a Polícia Civil destacou que a confirmação da identidade depende do resultado dos exames de DNA que serão realizados, uma vez que o que foi localizado foram ossadas.

O perito criminal Mariluzio Moreira descreveu que neste primeiro momento não é possível sequer identificar o sexo dos corpos, que na verdade já são apenas ossadas. Também não é possível nem confirmar a causa da morte em virtude do estágio em que se encontram estes restos mortais.

O trabalho da perícia, neste caso, será crucial para que se tenha uma estimativa do que pode ter acontecido com estas vítimas e também da dinâmica do crime que resultou na morte destas duas pessoas.

A área onde os corpos foram encontrados, que apesar de ser de mata, é de invasão. A Polícia Militar informou que conflitos entre traficantes são comuns naquela localidade, porém não pode afirmar que as mortes das duas vítimas tenham relação com o tráfico. “O que aconteceu de fato somente as investigações poderão dizer. A priori, o que temos de concreto é que duas pessoas estão desaparecidas e duas ossadas foram encontradas”, desfechou o sargento PM Delmo.

 

(DOL)

LEIA TAMBÉM



COMENTÁRIOS mode_comment