COMEMORAÇÕES

ACP celebra dois séculos de atuação no Estado do Pará

POSTADO EM: Sexta-Feira, 12/04/2019, 06:55:25
ATUALIZADO EM: 12/04/2019, 07:24:51

A Associação Comercial do Pará (ACP) comemorou seus 200 anos com uma solenida-de realizada no Theatro da Paz, em Belém, na noite de ontem. O evento de celebração da segun-da associação mais antiga do Brasil contou com a presença de centenas de personalidades da sociedade paraense, tendo como presidente de hon-ra o governador do Estado, Helder Barbalho que foi homenageado com a medalha bicentenário da entidade.

Clóvis Carneiro, presidente da ACP, destacou os principais fatos históricos ocorridos no Pará ao longo dos últimos 200 anos, os quais a Associação protagonizou e testemunhou como parte do desenvolvimento econômico do Estado desde a época colonial. “Hoje discutimos uma série de acordos internacionais, ambientais e éticos. A ACP vai continuar honrando a tradição que é defender a classe empresarial e não vamos abrir mão dessa prerrogativa”, afirmou.

A ACP é uma entidade eclética, atualmente com 510 associados de todos os setores, como comércio, agricultura, pecuária e indústria. Durante o evento, os mais antigos associados foram homenageados com medalha bicentenário, assim como pessoas influentes que participaram da construção da história, entidades e empresas parceiras. Segundo o governador Helder Barbalho, a trajetória de trabalho da Associação pode ser destacado pelo protagonismo, sendo uma entidade líder da economia e integrando quem acredita no Pará.

“Aqueles que escolhem o nosso Estado para empreender, gerar emprego e renda. Festejo a contribuição e, acima de tudo, desejo que estejamos juntos trabalhando, iniciativa privada e o setor público, para que este Estado possa enfrentar os seus desafios, vencê-los e construir pelos próximos 200 anos, um Pará muito melhor”, projetou.

Para George Pinheiro, presidente da Confederação das Associações Comerciais do Brasil, nesses 200 anos “a ACP representa um marco, uma divisão entre as empresas representativas do comércio, serviços e indústria e, sobretudo, sem nenhum vínculo com o Estado”.

Memorial contará a história da entidade

As celebrações iniciaram em um café da manhã com a participação da imprensa e de parceiras como a Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Pará (Faciapa), Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB), Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp) e Associação Comercial de São Paulo (ACSP).

O presidente Clóvis Carneiro ressaltou que os 200 anos da ACP serão comemorados ao longo de 2019. “Começamos no último dia 3, com uma reunião onde foram colocados todos os pontos e perspectiva para essas celebrações. Hoje (ontem) vamos fazer várias homenagens, como por exemplo as dez empresas associadas mais antigas em atividade no Pará. Vamos homenagear também quatro famílias que tiveram muito destaque na vida a Associação e entregar o título de sócio benemérito ao industrial Antônio Farah”.

As celebrações envolvem ainda o lançamento de um livro de artigos, para o qual foram convidadas pessoas de destaque na trajetória da ACP. “Elas vão escrever suas experiências com a ACP e com a história do comércio do Pará. Nossa ideia é lançá-la em 16 de julho, Dia do Comerciante, uma data que estamos querendo resgatar, já que ela está um pouco esquecida”, adiantou Clóvis.

Durante as comemorações será feito também um resgate da história da Associação. “Queremos lançar um memorial e vamos reformar a galeria de ex-presidentes, porque hoje só constam os 12 últimos. O nosso objetivo é ter os 38 presidentes com suas fotografias expostas na nossa galeria”, contou. O presidente da Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB), George Pinheiro fez questão de destacar a importância da associação paraense, uma das mais antigas do Brasil. “Ter uma entidade que funciona no Brasil há 200 anos ininterruptamente é um fato histórico, por isso estamos celebrando esse dia, essencial para a iniciativa privada brasileira”, ressaltou.

O presidente da Faciapa, Fábio Costa, se disse duplamente honrado por viver esse momento histórico, já que é ex-presidente da ACP. “Durante 120 anos, fomos a única entidade de representação do setor produtivo. Por isso, temos de aplaudir e comemorar todos os dias os nossos 200 anos de história”, declarou Fábio.

(Michelle Daniel e Alexandra Cavalcanti/Diário do Pará)



COMENTÁRIOS mode_comment