IMPRUDÊNCIA

Passageira denuncia conversa entre motorista e mulher sentada no motor de ônibus; assista

POSTADO EM: Quarta-Feira, 11/07/2018, 08:51:28
ATUALIZADO EM: 11/07/2018, 13:20:46

zoom_out_map
Reprodução/Twitter

Uma cena errada, mas muito comum em coletivos de Belém, foi denunciada por uma passageira de ônibus. Ela reclama da conversa entre o motorista e uma mulher que está sentada ao lado do condutor e em cima da tampa do motor do veículo.

Em vídeo, a denunciante registrou o momento exato da imprudência e ainda alertou que devido a situação, outra passageira por pouco não caiu dada a desatenção proporcionada pelo bate papo.

Indignada, lembra que são vidas que o motorista está levando: "até se fosse um animal não merece ser levado assim", falou.

VEJA O VÍDEO:

Conforme é possível analisar, a mulher explica que o carro é da linha Arsenal. Devido ao ângulo em que foi feita a filmagem não é possível identificar o motorista. 

Diante da situação, o DOL solicitou nota ao Sindicato das Empresas de Transportes Rodoviários de Belém (SetransBel) e a Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém (Semob) para saber que tipo de infrações o condutor do veículo cometeu e que providências deverão ser tomadas.

Em resposta, o Semob informou que a relação da prefeitura de Belém é diretamente com a empresa, que será chamada a responder pela postura de seu funcionário.

"De posse do vídeo a Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém aciona a empresa e dá um prazo para manifestação, e cabe à empresa tomar as providências administrativas que vão de advertência à suspensão ou demissão, dependendo do caso. Se a empresa se omitir em relação ao fato e não responder ao órgão sobre as providências tomadas, ela também é autuada", diz a Semob que completou.

"Para uma apuração mais precisa, a Semob solicita que as denúncias sejam formalizadas junto ao órgão pelo telefone 118, ou pelo e-mail contato.semob@belem.pa.gov.br, explicando não só o fato, mas o dia, hora e local do ocorrido, para que o motorista seja imediatamente identificado pela empresa e tenha a punição adequada".

O Setransbel ainda não se pronunciou.

(DOL)



COMENTÁRIOS mode_comment