CASO BUCHINGER

Acusado de participar da morte dos pais e do irmão recebe habeas corpus

POSTADO EM: Terça-Feira, 12/06/2018, 23:48:27
ATUALIZADO EM: 12/06/2018, 23:49:28

zoom_out_map
Arquivo DOL/Felype Adms

Matheus de Oliveira Costa, um dos acusados de participar de um triplo homicídio na cidade de Altamira (sudoeste do pará), recebeu nesta terça-feira (12) um habeas corpus pelo Supremo Tribunal Federal (STF), a decisão cautelar é do ministro Marco Aurélio.

De acordo com o advogado de Matheus, por conta do habeas corpus, todos os outros envolvidos também serão beneficiados, inclusive o mentor do crime bárbaro, Henrique Buchinger, que chocou o interior do Pará.

O pedido do habeas corpus foi garantido com base na ausência de fundamentação da prisão preventiva, “já que ela foi baseada exclusivamente na gravidade do crime, consequentemente violando o princípio da presunção da inocência”.

Agora o STF deve encaminhar à segunda vara criminal de Altamira a decisão do ministro Marco Aurélio e os respectivos alvarás de soltura para que sejam imediatamente liberados, exceto se algum deles estiver preso por outro motivo.

RELEMBRE

Bandidos invadiram a casa dos empresários Luiz Alves e Irma Buchinger no dia 7 de janeiro de 2016, na rua Anchieta, bairro Sudam 1, em Altamira.

Na ocasião, estavam na residência os filhos Ambrósio Neto, Henrique e Chiara. Ambrósio foi morto junto com os pais durante a invasão.

Os envolvidos no caso foram presos tempos depois, após análise de escutas telefônicas, imagens de câmeras de segurança e troca de mensagens.

Finalmente um inquérito policial culminou na prisão de Henrique Buchinger, como mentor do crime. Chiara, por outro lado, não teve envolvimento com o crime.

(Com informações Felype Adms - Diário do Pará/Altamira)



COMENTÁRIOS mode_comment