COMEMORAÇÃO

Dia dos Namorados marca a celebração do amor

POSTADO EM: Domingo, 10/06/2018, 08:26:27
ATUALIZADO EM: 10/06/2018, 08:50:08

zoom_out_map
Fernando Araújo

O amor está no ar. É tempo de celebrar, de forma especial, os casais apaixonados. Este dia 12 - Dia dos Namorados - é mais que especial para a terapeuta ocupacional Brenda Lopes, 26 anos e grávida de 8 meses; e o administrador Tarcísio Lopes, 25, casados há 4 meses. O casal está junto há 5 anos. Mas a história deles começou ainda na infância, quando eram vizinhos, ela com 10 anos e ele com 9. Certo dia, uma amiga em comum resolver apresentá-los. “Era coisa de criança. Mas o encontro acabou não dando certo porque uma tia estava em casa na época e não deu pra eu ir”, lembra Brenda.

Cada um seguiu a sua vida e, quase 10 anos depois, eles se encontraram em um mercado. “Quando cheguei em casa, tinha uma solicitação de amizade dele na rede social”, conta ela. Eles passaram a trocar mensagens e cartas e as ligações se tornaram frequentes e longas. Porém, a relação esfriou. Depois, Brenda passou a frequentar a casa da irmã, no mesmo prédio onde Tarcísio morava. Foi quando eles voltaram a se falar e começaram a namorar. Casaram-se no dia 12 de fevereiro deste ano.

“É um amor de infância. Sempre fomos ligados de alguma forma. E, quando nos encontramos novamente, já adultos, a relação de afeto era a mesma, se tornou mais consistente e nunca nos separamos. O dia 12 é um número marcante para nós. Na infância, o que me chamava atenção era a beleza dela. Quando a gente cresce, presta atenção em outros aspectos”, diz ele.

FELICIDADE

 

Brenda Lopes e seu marido Tarcísio. Foto: Wagnerr Santana

 

Enquanto Tarcísio e Brenda celebram 5 anos de companheirismo, Anita de Jesus, 86 anos, e Pedro Serafim, 89, comemoraram, no fim do mês passado, 63 anos de casamento. Eles nasceram no Marajó, mas a história de amor que já ultrapassa gerações começou em Belém, quando Pedro foi levar uma carta na casa de Anita, do tio dele para a prima dela.

Foi também quando descobriram que eram parentes distantes. Ele lembra como se fosse ontem o dia em que a viu pela primeira vez. “Cheguei à casa dela, bati palmas e apareceu essa jovem na janela. Nossos olhares se cruzaram e dali começou o amor”, detalha Pedro.

Assim que voltou de uma viagem de trabalho pelo Exército, eles começaram a namorar. “Naquela época, não podia beijar a moça na frente do pai. Mas, quando ele se descuidava, eu roubava um beijo e outro dela”, lembra, sorrindo. Em seis meses, casaram. “O segredo é o amor. Quando se ama, realmente tudo suporta e tudo espera. Já passamos por muitos momentos e conseguimos superar todos, graças a Deus”, conta Anita.

Ela e Serafim têm 9 filhos, 20 netos e 10 bisnetos, que testemunham o amor que eles compartilham. As fotografias do casal estão espalhadas pela casa, inclusive uma imagem deles recém-casados. “Ela preencheu um vazio em mim. E até hoje, quanto mais os dias passam, mais amo essa mulher”, declara Pedro.

Juntos no amor e na profissão

 Apaixonados um pelo outro e pela fotografia, Paula Lourinho, 41 anos, e Carlos Borges, 44, estão juntos há 27 anos e têm, entre outros pontos em comum, a profissão e o gosto por bicicletas retrôs. Fotógrafos há mais de 10 anos, atualmente eles se dedicam integralmente a profissão, seja no fotojornalismo, em casamentos ou outros eventos. Além disso, gostam de passear em bikes e utilizam os veículos para compor trabalhos fotográficos.

Paula Lourinho e Carlos Borges estão juntos há 27 anos e adoram fotografar e passear de bicicleta. Foto: Marco Santos

 

“Ele se interessou primeiro que eu pela fotografia. Depois fiz cursos e ele foi me ensinando. Na verdade, a fotografia nos uniu ainda mais. Mudou a nossa vida e a gente ama o que faz”, garante Paula. “Se não fosse por causa da fotografia, nossa vida tinha seguido outro rumo. Tendo a mesma profissão, passamos mais tempo juntos e muita gente gosta disso. Temos nossas diferenças, mas com ela ao lado, tudo fica mais fácil. Além de parceira de trabalho, é minha namorada”, afirma Carlos. O casal tem um filho de 22 anos.

Lívia Prestes, 23 anos, e Helton Galdino, 32, namoram há 3 anos, e o trabalho dele foi o pretexto para que ela se aproximasse. Hoje Lívia, além de fotógrafa, se tornou diretora de arte, assim como Helton. “Cheguei a comprar os cadernos artesanais que ele produzia só como desculpa para conhecê-lo pessoalmente, pois éramos amigos nas redes sociais. Depois passei a fazer trabalhos para ele de fotografia e estamos juntos. Nossa relação é bacana. Temos mais afinidades”, comenta.

ADVOCACIA E CORRIDA

A profissão também foi forte aliada na união dos advogados Marley Gomes Araújo, 35, e Wellington Araújo Jr, 30. Eles se conheceram e casaram em apenas 9 meses. Os dois são apaixonados também pela corrida.

Marley e Wellington são advogados e dividem também o gosto pela corrida. Foto: Wagner Almeida

 

“Ele sempre praticou esporte, mas não fazíamos juntos. A corrida foi um convite de uma amiga. Depois ele passou a ir comigo. Agora, treinamos sempre juntos. Participamos recentemente de maratona no Rio de Janeiro e tivemos de abdicar de algumas coisas para uma boa preparação. Talvez se fosse sozinha, teria problema”, comenta Marley. “Hoje, a característica mais forte é nossa paixão pela corrida. Somos um casal de referência para outros que procuram o esporte. A gente se ajuda muito nisso e na profissão também. Praticamente gostamos das mesmas coisas. Ela é minha eterna namorada”, completa Wellington.

(Michelle Daniel)



COMENTÁRIOS mode_comment