DESCASO NA SAÚDE

UPA inaugurada há cerca de 5 meses continua sem funcionar

POSTADO EM: Quinta-Feira, 07/06/2018, 07:10:23
ATUALIZADO EM: 07/06/2018, 11:22:09

zoom_out_map
Ricardo Amanajás

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro da Terra Firme, em Belém, foi inaugurada há quase 5 meses. Mas, até hoje, permaneça fechada para a população. Foram investidos R$ 7,5 milhões, com o objetivo de benefíciar mais de 300 mil moradores dos bairros da Terra Firme e Guamá, além de ribeirinhos das ilhas próximas. 

A promessa era de que, após a inauguração realizada pelo prefeito Zenaldo Coutinho, no dia 12 de janeiro deste ano – por ocasião do aniversário da cidade –, seria feita uma desinfecção hospitalar que duraria 50 dias e, então, os serviços estariam disponíveis.

“Sequer a comunidade do bairro participou da inauguração. Até agora não tem atendimento nenhum. A gente que precisa dá com a cara na porta”, reclama a moradora Rosa Melo, 44 anos. Segundo ela, quando as pessoas daquela região precisam de atendimento médico, costumam ir para o Pronto-Socorro Municipal (PSM) do Guamá, mas o serviço lá fica prejudicado por causa da superlotação. “A UPA deveria desafogar o Pronto-Socorro atendendo coisas básicas, mas nem isso tem”, aponta.

A dona de casa Maria Sacramenta, 66 anos, que mora perto da UPA, vê constantemente carros chegarem com pacientes que necessitam de atendimento médico de urgência e terem de ir para outro local. “Dão de cara na porta. É porque a Prefeitura divulga em algumas mídias que essa UPA está funcionando, mas não é verdade”, comenta.

PREJUÍZOS

Ela é uma das pessoas que seriam beneficiadas, caso a unidade funcionasse. Hoje, quando precisa do serviço de saúde, vai até outros bairros. “Já caí em ônibus nas ruas, tudo porque, se essa UPA tivesse funcionando como deveria, evitaria que muita gente que mora aqui perto passasse por isso”, diz. Na manhã do último dia 4, a reportagem foi até a UPA e se deparou com o espaço vazio e as portas trancadas.

De acordo com o site oficial da Prefeitura de Belém, na época da inauguração foi afirmado que “a UPA está totalmente equipada para funcionamento ininterrupto no atendimento de urgência e emergência nas especialidades de clínica médica, pediatria clínica, traumatologia e odontologia.

Os atendimentos, segundo o texto, “funcionarão mediante classificação de risco, de acordo com o grau de gravidade. Serão disponibilizados exames de urgência para radiologia, eletrocardiografia e exames laboratoriais”.

RESPOSTA

A Secretaria Municipal de Saúde afirma que vai remanejar a equipe do HPSM Humberto Maradei Pereira para a nova UPA da Terra Firme, com a intenção de deixar o hospital do Guamá pronto para o início da reforma. A secretaria diz ainda que está no aguardo da liberação de recursos para o início das obras no hospital e, consequentemente, o remanejamento dos servidores.

(Michelle Daniel)



COMENTÁRIOS mode_comment