TODAS AS QUARTAS

Servidores paralisam atividades do Judiciário em protesto

POSTADO EM: Quarta-Feira, 06/06/2018, 10:19:39
ATUALIZADO EM: 06/06/2018, 10:21:23

zoom_out_map
Divulgação

Os servidores do Tribunal de Justiça do Estado do Pará (TJE-PA) paralisaram os serviços nesta quarta-feira (6). Esta é a segunda paralisação da categoria, que se concentrou em frente ao Fórum Cível e ao Fórum Criminal, localizado na praça Dom Pedro II, em Belém.

A categoria reivindica a reposição de perdas salarias dos anos 2015-2016, correspondentes a diferença de 7,03%. O TJE-PA concedeu apenas 2%, abaixo da inflação registrada em Belém, de 9,17%.

Além da reposição, os servidores exigem aumento de R$ 200 no auxílio alimentação. "Estamos com o salário defasado. O servidor reivindica apenas que o seu poder de compra seja reposto. Estamos com um salário abaixo do que tínhamos em 2016. Por causa destas e de outras situações, como a precariedade das comarcas do interior, a falta de estrutura, que vem junto com a cobrança para se atingir metas do Conselho Nacional de Justiça, deixam a categoria desmotivada e influenciam diretamente a saúde dos funcionários e no serviço prestado à sociedade", enfatiza o Sindicato dos Funcionários do Judiciário do Estado do Pará (SINDJU-PA). 

Os servidores realizarão paralisações todas as quartas-feiras até o dia 28 de junho, data em que, caso não se obtenha resposta positiva da administração, entrarão em greve por tempo indeterminado.  

Durante a primeira paralisação, das cinco programadas pela categoria, ocorrida no dia 30 de maio, mais de 25 comarcas aderiram ao movimento, inclusive com o apoio de diversos magistrados, que reconhecem o direito dos servidores, segundo o SINDJU-PA. 

(DOL)



COMENTÁRIOS mode_comment