LATROCÍNIO

Assassino de policial militar é preso em Terra Alta

POSTADO EM: Terça-Feira, 22/05/2018, 18:40:31
ATUALIZADO EM: 22/05/2018, 19:00:45

zoom_out_map
Ascom-Polícia Civil-PA

O autor do latrocínio (roubo seguido de morte) do sargento da Polícia Militar Carlos Lima Mourão foi preso nessa terça-feira (22) pela Polícia Civil do Pará. Rômulo Rodrigo Andrade dos Santos foi detido na cidade de Terra Alta, nordeste paraense, através de um mandado de prisão expedido pela Justiça.

O crime foi no dia 4 de maio, no bairro do Paar, em Ananindeua, Região Metropolitana de Belém. Na ocasião, o policial teve sua arma de fogo roubada.

As investigações apontaram o envolvimento de três indivíduos no latrocínio. No mesmo dia do crime, dois acusados identificados como Bruno Borges da Silva e Gabriel Rodrigues foram mortos após uma operação policial para capturar os, até então, suspeitos do homicídio.

Os investigadores continuaram a realizar seu trabalho e conseguiram identificar Rômulo, vulgo “Caranguejo”, mas ele já havia fugido e seu paradeiro era desconhecido. A equipe da Divisão de Homicídios (DH) conseguiu uma foto de Rômulo, que facilitou a busca.

Após 18 dias, policiais civis da Superintendência da Região de Castanhal receberam informações de que “Caranguejo” estava escondido na zona rural de Terra Alta. As autoridades organizaram uma operação e foram em busca do envolvido no latrocínio, aonde ele foi localizado e preso.

O acusado foi conduzido até Castanhal para interrogatório e confessou o envolvimento no crime, além de confirmar o nome dos dois comparsas que morreram após o confronto com os policiais militares em Ananindeua. Após o depoimento, “Caranguejo” foi transferido para Belém, à Divisão de Homicídios, aonde tramita o inquérito sobre a morte do sargento Carlos Mourão.

(Com informações de Agência Pará)



COMENTÁRIOS mode_comment