SEM POSICIONAMENTO

Marcha pela Paz termina sem uma resposta efetiva do presidente da Alepa

POSTADO EM: Terça-Feira, 15/05/2018, 11:56:40
ATUALIZADO EM: 15/05/2018, 14:21:52

zoom_out_map
Via WhatsApp

O presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Pará (Alepa), Márcio Miranda, recebeu uma comissão formada por servidores públicos, integrantes da "Marcha Contra a Violência e Pela Paz", ocorrida na manhã desta terça-feira (15), em Belém. Na avaliação dos organizadores, não houve um posicionamento efetivo do que esperavam por parte do chefe do poder legislativo.

De acordo com Élison Oliveira, presidente do Sindicato dos Servidores do Detran (Sindtran), Miranda se restringiu a dizer que vai buscar um caminho, já que a Alepa é muito restrita a possíveis encaminhamentos.

"Cobramos o fim da violência urbana, violência no campo, no trânsito, nas escolas. Fomos mostrar que é preciso que haja um planejamento participativo, que haja efetivamente uma mudança de rumo à questão institucional", disse Élison.

MARCHA

Segundo a organização da Marcha, cerca de mil servidores da Educação Pública, do Detran, Polícia Civil e esposas de policiais participaram da caminhada pelo centro de Belém

"Esse é assunto de interesse público e está sendo muito veiculado pela imprensa, mas o Governo do Pará continua se mantendo omisso e a sociedade precisa se unir para cobrar uma atitude das autoridades, para mudar essa triste realidade", afirmou Élison Oliveira, ainda no início da caminhada.

Manifestante na praça da República (Foto: via WhatsApp)

Participam ainda da manifestação os sindicatos dos Trabalhadores da Educação (Sintepp) e dos Servidores da Polícia Civil (Sindpol). 

O DOL solicitou nota à Alepa e aguarda um posicionamento sobre a conversa entre o presidente da Casa e os servidores. 

(DOL)



COMENTÁRIOS mode_comment