PASSAPORTE BELÉM

É hora de conhecer os melhores da gastronomia em 2018

POSTADO EM: Terça-Feira, 15/05/2018, 11:04:49
ATUALIZADO EM: 15/05/2018, 11:04:49

zoom_out_map
Wagner Santana/Diário do Pará

O projeto “Passaporte Belém, o Melhor da Gastronomia 2018”, do DIÁRIO DO PARÁ, chega à reta final. Hoje (15), saberemos quem serão os escolhidos pelo público para ganhar o Troféu Estrela Azul, nesta segunda edição do projeto que vem destacando o segmento gastronômico da capital. O evento ocorre na Fábrica 242, às 20h. Na ocasião, será lançado ainda o guia de bolso do Passaporte, com informações de todos os estabelecimentos que participaram da edição e um destaque especial para o campeão de cada categoria. Além disso, os finalistas receberão o Selo Azul de qualidade.

Foram 128 estabelecimentos e 6 chefs, em 22 categorias diferentes, que participaram do projeto este ano a partir da indicação de 16 personalidades de Belém. Todos os indicados foram conhecidos durante cinco domingos consecutivos, a partir do suplemento “Passaporte Belém”, encartado no DIÁRIO, entre 25 de março a 22 de abril, além de reportagens distribuídas ao longo das semanas. 

A grande novidade da segunda edição do projeto foi a participação do público, que teve a oportunidade de escolher os estabelecimentos favoritos. Isso ocorreu por meio do cupom contido em cada edição do suplemento – onde os leitores opinavam e depositavam na RBA e, no espaço exclusivo para votação no Diário Online (DOL).

INCENTIVO

Após a cerimônia de premiação, haverá o lançamento do “Passaporte Belém, o Melhor da Gastronomia Paraense 2018”, em formato de guia de bolso. “O guia é uma ferramenta que vai ajudar na divulgação do segmento gastronômico, importante para a geração de empregos, divisas e renda para a população. Especialmente no Pará, que tem uma culinária ímpar, riquíssima e que conta com profissionais excelentes”, destacou o diretor-presidente do DIÁRIO, Jader Filho.

O diretor-geral do Grupo RBA, Camilo Centeno, afirma que a iniciativa, iniciada no ano passado, busca valorizar a gastronomia paraense. “Outra vez, o evento é um sucesso que se consolida. É uma promoção importante para nós, pois o prêmio de gastronomia foi pensado para valorizar, publicamente, aquilo que todos nós já sabemos: a culinária paraense é especial”.

FESTIVAL TAMBÉM ESTIMULA O CRESCIMENTO DO SETOR

Os primeiros colocados de cada categoria receberão o Troféu Estrela Azul. Os segundos e terceiros colocados receberão certificados. Mas todos os finalistas serão agraciados com o Selo Azul. Nilton Lobato, gerente comercial do DIÁRIO, explica que os estabelecimentos que participaram do projeto foram indicados por jurados qualificados. “A culinária paraense é destaque fora do Estado e do País, mas queríamos destacar também todos os segmentos, desde o sorvete até a gastronomia internacional, do mais básico até o sofisticado”, diz Lobato. 

Como resultado disso na primeira edição, no ano passado, surgiu o “Festival Gastronômico Estrela Azul”, onde estabelecimentos indicados e ganhadores do projeto elaboraram um cardápio exclusivo com entrada, prato principal e sobremesa disponível para os clientes pelo valor único de R$ 49,90. “Damos destaque, elevamos e damos oportunidade para aquele estabelecimento seja sucesso no festival. Isso estimula as pessoas a irem a esses estabelecimentos e gerarem lucros a eles”, avalia Nilton.

Clélio Miranda, corretor de imóveis e gastrônomo, é jurado no projeto pela segunda vez. Ele indicou estabelecimentos de cada categoria e buscou ser criterioso. “Não apenas na culinária, mas também no cardápio variado, no ambiente e no atendimento”. Para ele, a experiência é positiva em vários sentidos. “É um privilégio participar dessa iniciativa do Grupo RBA. Belém não tinha referências gastronômicas. Isso também funciona como instrumento de divulgação e incentivo para os estabelecimentos manterem o padrão de qualidade e atendimento”, comenta.

(Michelle Daniel/Diário do Pará)



COMENTÁRIOS mode_comment