CULINÁRIA

Casa Assis homenageia Bragança com festival gastronômico

POSTADO EM: Sábado, 12/05/2018, 10:24:56
ATUALIZADO EM: 12/05/2018, 10:24:56

zoom_out_map
Mauro Ângelo/Diário do Pará

O melhor da culinária bragantina ao som da marujada, com a imagem de São Benedito em procissão marcaram o 1° Festival Gastronômico Bragantino. Apesar da homenagem ao município de Bragança, a pérola do Caeté, no nordeste do Pará, o evento ocorreu na noite do último sábado (5), na Casa Assis Panificadora, localizada na Cidade Nova 5, em Ananindeua.

A homenagem à "Pérola do Caeté", como é conhecida Bragança, partiu dos proprietários da Casa Assis, que são oriundos daquele município. "Nossa cidade é muito rica culturalmente, o que envolve a Marujada e a nossa vasta culinária", destacou Antonia Maia, proprietária do estabelecimento.

O evento começou com a apresentação de um grupo de Marujada, que formado por amigos passavam pelo salão da panificadora com a imagem de São Benedito, padroeiro de Bragança. Vestidos com roupas brancas e vermelhas, típico da manifestação cultural, agitou os clientes que estiveram no local. "A marujada não tem como não agitar as pessoas com seu batuque", disse Antonia Maia.

Os sabores da culinária bragantina fizeram a noite. (Foto: Mauro Ângelo/Diário do Pará)

Após a marujada o festival teve cheiro e sabor com a variada culinária bragantina, que teve a cozinha comandada pelo chef Delano Souza. No menu, beju de mandioca, ostras, caldeirada de pescada, caranguejo, mingau de crueira e paella espanhola na versão bragantina, recheada de frutos do mar e turu, tipo de molusco típico dos manguezais. "Essa diversidade culinária bragantina é bom para qualquer amante da cozinha", ressaltou o chef.

Para os clientes, a primeira edição do Festival Gastronômico de Bragança foi uma grande promoção da Casa Assis Panificadora. "Nada melhor do que vir aqui com a família para se divertir e se deparar com tanta riqueza cultural e, principalmente, muita comida gostosa de Bragança", declarou Paula Damasceno, 24 anos, nutricionista. 

Noite na Casa Assis foi de homenagem à "Pérola do Caeté". (Foto: Mauro Ângelo/Diário do Pará)

Aos proprietários da Casa Assis Panificadora o festival foi um sucesso junto aos clientes e espera outra oportunidade para promover ainda mais a riqueza da Pérola do Caeté. "As pessoas já estão perguntando quando será a próxima edição. Tínhamos certeza que o festival ia surtir esse efeito", concluiu Antonia Maia.

(Alexandre Nascimento/Diário do Pará)



COMENTÁRIOS mode_comment