BELÉM

Mais de 1280 pessoas morreram em acidente de trânsito nos últimos cinco anos

POSTADO EM: Terça-Feira, 08/05/2018, 09:34:53
ATUALIZADO EM: 08/05/2018, 09:59:16

zoom_out_map
Mário Quadros/Arquivo

Nos últimos cinco anos foram registrados 1282 óbitos no trânsito de Belém. Só no primeiro trimestre de 2017 foram registradas 2.204 vítimas de acidentes no trânsito, sendo a maioria do sexo masculino e na faixa etária de 20 a 49 anos.

Os acidentes são mais comuns aos finais de semana e no período da tarde. Entretanto, os casos de maior gravidade acontecem, em geral, no período noturno.

Já as maiores vítimas do trânsito são motociclistas e pedestres. Os idosos são as principais vítimas de atropelamento.

Os dados são preocupantes, têm impactos econômicos e sociais e são sentidos diretamente nos serviços de saúde, com o aumento do número de leitos ocupados por vítimas oriundas de acidente, segundo Maísa Gomes, coordenadora do Programa Vida no Trânsito, da Secretaria Municipal de Saúde (Sesma), e da Referência Técnica de Morbimortalidade por Acidentes e Violências.

"Em 2017 foram gastos mais de R$ 1,5 milhão com internação de pessoas que sofreram acidente. O custo maior é com os motociclistas. É uma realidade que precisa ser mudada com atitudes individuais em prol de um trânsito mais seguro", explica Maísa.

A coordenadora ressalta que o principal fator de risco para os acidentes na capital paraense ainda é o excesso de velocidade, "algo em torno de 89%".

Os pontos críticos da capital paraense, levando em consideração a taxa de acidentes, são as avenidas Augusto Montenegro, Almirante Barroso, Júlio César, Senador Lemos e Duque de Caxias. Essas vias juntas somam quase dois mil acidentes, segundo o Programa Vida no Trânsito.

Os dados atualizados da Lista única de Vítimas (LUV), com base nos bandos de dados fornecidos pelo Corpo de Bombeiros e pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) 192, que registra as vítimas de acidente na capital, foram apresentados durante o Encontro Interinstitucional de Gestores, realizado na última segunda-feira (7).

MAIO AMARELO

Maio é o mês para alertar a sociedade sobre o aumento da violência no trânsito. A cor amarela foi escolhida para a causa por ser representativa de atenção nos semáforos, levando ao objetivo do evento, que é chamar a atenção de toda a sociedade para o trânsito seguro.

Já a escolha do mês de maio deu-se em referência ao fato da Organização das Nações Unidas (ONU) ter decretado, em maio de 2011, a “Década de Ações para a Segurança no Trânsito”, além de ser o mês em que acontece a Semana Mundial de Segurança do Pedestre, conhecida como Campanha Zenani Mandela, em memória à neta de Nelson Mandela.

(DOL)

Clique e veja como está o trânsito em toda Belém nesse momento.




COMENTÁRIOS mode_comment