SEM ATENDIMENTO

Trabalhadores da Receita Federal paralisam atividades no Pará

POSTADO EM: Quinta-Feira, 12/04/2018, 11:29:37
ATUALIZADO EM: 12/04/2018, 11:32:20

zoom_out_map
Divulgação

Analistas tributários do Pará realizam uma manifestação nesta quinta-feira (12) para reivindicar o pagamento de benefícios. Os trabalhadores aderiram a greve nacional da categoria, iniciando uma série de paralisações nos serviços da Receita Federal que seguirão pelas próximas semanas.

Em Belém, os trabalhadores se concentraram em frente ao prédio da Receita Federal, na avenida José Malcher, em São Brás, onde realizaram um ato público. "O motivo da greve é a regulamentação do bônus de eficiência, que foi aprovado ainda no ano passado. Era para ele ser regularizado até janeiro deste ano, mas isso ainda não ocorreu", afirma Augusto Coroa, delegado do Sindireceita. "Tudo já está pronto, mas o decreto ainda não foi assinado. Assim ficamos sem receber o que nos é garantido por lei".

Com a paralisação, diversos serviços realizados pelos analistas ficam paralisados, afetando o atendimento em aeroportos, como o envio e recebimento de produtos que passam pela alfândega, incluindo no embarque e desembarque de passageiros, e na própria Receita Federal, como a regularização fiscal. Apenas serviços que já estavam agendados estão sendo atendidos. Ao longo da manhã, diversos usuários foram até o prédio da Receita, mas tiveram que voltar para casa.

"Estamos paralisando três dias por semana, terça, quarta e quinta-feira. O público está sendo atendido apenas nas segundas e sextas-feiras. Essa paralisação seguirá nas próximas duas semanas. É importante o público saber para não procurar a Receita nos dias paralisados", continuou Augusto. "Amanhã vamos realizar uma assembleia para discutir os próximos passos do movimento. Se houver alguma resposta positiva nos próximos dias, a paralisação deve ser suspensa".

(DOL)



COMENTÁRIOS mode_comment