AJUDE!

Professora faz campanha para levar crianças da Terra Firme para ver Pantera Negra

POSTADO EM: Quinta-Feira, 01/03/2018, 20:59:06
ATUALIZADO EM: 02/03/2018, 08:08:47

zoom_out_map
Reprodução

Uma professora do bairro da Terra Firme, em Belém, iniciou uma campanha na internet para pedir ajuda para algo relativamente simples: levar uma criança ao cinema.

Lília Melo, que dá aulas em uma escola da rede estadual de ensino, se sensibilizou ao perceber a falta de condições da maioria de seus alunos para ir ao cinema e decidiu iniciar a campanha “Adote uma criança para ir ao cinema”. O objetivo é levar o máximo possível de jovens e crianças para assistir ao filme “Pantera Negra”, um blockbuster de US$ 200 milhões que traz um herói e um elenco formado na maioria por atores negros.

A professora conta que não pretende levar os alunos ao cinema apenas por motivo de entretenimento. Para Lília, o filme “Pantera Negra” possui ensinamentos importantes para levar uma outra perspectiva aos jovens da periferia, que passarão a conhecer mais sobre suas origens.

A professora iniciou a campanha por acreditar que a película pode estimular o jovem a sonhar com uma realidade diferente da maioria das periferias de Belém.

“O público para qual leciono é vítima constante do conflito entre traficantes e policiais milicianos, causa maior do extermínio da juventude negra periférica. Assim, oferecer a esses jovens de baixa renda a ida ao cinema para assistirem ao filme em cartaz ‘Pantera Negra’ contribuirá para a desconstrução e reconstrução de sua história. Os poucos que tem acesso ao cinema, sempre é por meio de produções piratas projetadas em televisão fora do período de cartaz do filme”, explica Lília.

 

OCUPAÇÃO

A história do super-herói negro, de origem africana, também tem causado ‘ocupações’ nas salas de cinema de todo o Brasil.

A comunidade negra está organizando “rolezinhos” em diversas capitais brasileiras para assistir ao filme.

Um deles aconteceu no Shopping Leblon, no Rio de Janeiro. O local escolhido pelo Coletivo Preto e o Grupo Emú foi planejado por ser tipicamente da elite branca carioca.

No Rio Grande do Sul um jovem, assim como a professora paraense, também consegiu levar cerca de 120 crianças para o cinema.

Não é só no Brasil que ações similares tem acontecido. A atriz norte-americana Octavia Spencer também quer que o filme 'Pantera Negra' sirva como inspiração para crianças negras do país. Ela alugou uma sala de cinema em uma comunidade pobre para que as crianças carentes possam assistir ao filme. 

COMO DOAR

Quem deseja ajudar uma criança a ir ao cinema pode fazê-lo através de transferência bancária para a seguinte conta:

Agência: 3702-8; Conta corrente: 8.666-5; nome: Lília Melo

Número para contato: (91) 99217-6292    

(DOL)



COMENTÁRIOS mode_comment