SAÚDE

Veja como se prevenir contra o diabetes

POSTADO EM: Terça-Feira, 14/11/2017, 08:52:25
ATUALIZADO EM: 14/11/2017, 08:52:25

zoom_out_map
Divulgação

A Organização Mundial da Saúde (OMS) alerta que o número de pessoas com diabetes vem crescendo devido aos maus hábitos alimentares e a rotina sedentária. O relatório da OMS, divulgado em 2016, mostra que 422 milhões de pessoas tinham diabetes em 2014. O Ministério da Saúde (MS) aponta que cerca de 58 mil brasileiros perdem a vida anualmente por causa da enfermidade. 

Para conscientizar a população sobre a importância da prevenção, entre outros fatores, foi instituído o 14 de novembro como o Dia Mundial do Diabetes. A doença é mais comum em pessoas a partir dos 45 anos, obesas, que consomem álcool e levam uma vida sedentária. Porém, há pessoas magras que já nascem com a doença.

O endocrinologista Francisco Pedroza Gomes explica que o diabetes pode ser ocasionado por um fator genético ou é resultado da má alimentação e do sedentarismo. A doença é classificada em tipo I quando o organismo não produz insulina; e em tipo II quando o organismo não consegue usar adequadamente a insulina que produz.

ALIMENTAÇÃO

“Na fase adulta, ela vem por conta da má alimentação e do sedentarismo”, acrescenta Pedroza. Quando a doença não é controlada adequadamente, esse nível elevado de açúcar provoca lesões progressivas na retina e nos vasos sanguíneos dos olhos. “A visão fica embaçada, há dificuldade para enxergar e, nos casos mais avançados, pode levar à cegueira”, alerta o oftalmologista Edmundo Almeida. 

Ele recomenda que os pacientes procurem o oftalmologista uma vez por ano, mesmo que façam tratamento com o endocrinologista regulamente. “É importante entender que o diabetes atinge vários órgãos e é silencioso, ele se agrava aos poucos”, observa Almeida.

DIABETES

Diabetes é uma doença crônica na qual o corpo não produz insulina ou não consegue empregar adequadamente a insulina que produz. Mas o que é insulina? É um hormônio que controla a quantidade de glicose no sangue. O corpo precisa desse hormônio para utilizar a glicose, que obtemos por meio dos alimentos, como fonte de energia. Quando a pessoa tem diabetes, no entanto, o organismo não fabrica insulina e não consegue utilizar a glicose adequadamente. O nível de glicose no sangue fica alto . Se esse quadro permanecer por longos períodos, poderá haver danos em órgãos, vasos sanguíneos e nervos.

SINTOMAS

A doença apresenta poucos sintomas. Os mais comuns são: urinar excessivamente, inclusive acordar várias vezes à noite para urinar, sede excessiva, aumento do apetite, perda de peso , cansaço, vista embaçada ou turvação visual e infecções frequentes, sendo as mais comuns as infecções de pele. 

NÚMEROS

No Brasil, há 14,3 milhões de pessoas com diabetes. Metade das pessoas com a doença não sabe que tem o problema
41% dos diabéticos tomam medicamentos
29% fazem apenas dieta
23% não seguem nenhuma terapia
17% são dependentes de insulina
FONTE: Sociedade Brasileira de Diabetes

CASA DO DIABÉTICO

Todas as quartas-feiras, a partir das 14h30, tem atendimento gratuito. 

No local, há consultas com clínico geral, endocrinologista, nutricionista, assistente social e podólogo. 

Endereço: travessa Mauriti, 2743, entre as avenidas Almirante Barroso e 25 de Setembro.

(Roberta Paraense/Diário do Pará)



COMENTÁRIOS mode_comment