zoom_out_map
(Foto: Via WhatsApp)

Atentado: 16 viaturas do Ibama são incendiadas

Sexta-Feira, 07/07/2017, 09:38:51 - Atualizado em 07/07/2017, 13:47:24

Na madrugada desta sexta-feira (07), dois caminhões cegonha foram incendiados no Distrito de Cachoeira da Serra, em Novo Progresso, sudeste paraense.

Segundo a Polícia Civil, nos caminhões estavam 16 viaturas do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA). Ainda de acordo com a Polícia, os veículos estavam em um posto de combustíveis quando foram atacados.

A Polícia informou ainda que não possui detalhes sobre às circunstâncias dos fatos, nem autoria ou motivação. 

Foto: Via WhatsApp

"Foi um atentado contra ação legítima do Estado brasileiro"

A presidente do Ibama, Suely Araújo, determinou o bloqueio preventivo de todas as serrarias da região de Novo Progresso, no sudoeste do Pará, no sistema do Documento de Origem Florestal (DOF) após atentado ocorrido contra veículo que transportava caminhonetes do Instituto em Cachoeira da Serra, distrito de Altamira (PA), perto da divisa com o Mato Grosso. 

Equipes da Polícia Federal (PF) e da Polícia Rodoviária Federal (PRF) foram acionadas para apurar os responsáveis pelo crime e reforçar a segurança no eixo da BR-163.

Em nota, o Ibama informou que o objetivo das medidas é garantir a ordem e assegurar a atuação dos agentes de fiscalização ambiental na região. O Ibama encaminhou à PF áudios e mensagens em que criminosos incitam a destruição de veículos e helicópteros do Instituto. 

Ainda segundo o Ibama, as oito caminhonetes incendiadas seriam entregues na gerência-executiva do Ibama em Santarém (PA) para renovação da frota nas bases da BR-163. O contrato do Ibama com a empresa Locamerica prevê a troca dos veículos usados na fiscalização a cada dois anos. "Foi um atentado contra ação legítima do Estado brasileiro", disse o diretor de Proteção Ambiental , Luciano Evaristo.

A reportagem do DOL entrou em contato com a Polícia Federal, que está responsável pelo caso, para saber mais informações e aguarda um posicionamento.

(Com informações da Polícia Civil)





COMENTÁRIOS mode_comment