zoom_out_map
(Foto: Divulgação)

Agropará aborda setor com inovação e conteúdo

Terça-Feira, 28/03/2017, 08:38:10 - Atualizado em 28/03/2017, 08:38:10

Referência no crescimento econômico brasileiro e na adoção de práticas produtivas sustentáveis, o agronegócio paraense está em franco desenvolvimento e desponta como um dos setores mais promissores do país. As principais informações sobre o segmento estão na 6ª edição da revista AgroPará, lançada no último domingo.

Encartada no DIÁRIO, a revista traz as principais novidades do agronegócio paraense, uma iniciativa que agrada cada vez mais a quem vive do setor no Estado. “Ainda há muitas notícias negativas sobre o agronegócio e a revista tem a função importantíssima de desmistificar essas informações, mostrando todos os benefícios que o setor traz à população. Com a revista, a sociedade está entendendo melhor isso”, destaca o sócio-diretor da Associação Paraense de Criadores de Búfalos, João Rocha.

A revista é a primeira do agronegócio paraense e tem o diferencial de abordar o setor como um todo, desde a agricultura à bovinocultura. Divulgar essa potencialidade é a grande contribuição da revista na opinião do Grupo Zucatelli, de Marabá. “A revista traz muita informação ao abordar o agronegócio em geral. Tem muita coisa acontecendo que precisa dessa divulgação”, ressalta Alexandre Zuctelli, membro do Sindicato Rural de Marabá. Ele lembra que o Pará desponta como primeiro produtor de carne, cacau e açaí e, em breve, deve se tornar o principal na produção de grãos. Mas ainda é preciso investimento em tecnologia para produzir mais em menos hectares.

INTERESSE

De um modo geral, a imprensa está mais empenhada na divulgação do setor. Para o presidente da Federação da Agricultura do Estado do Pará (Faepa), Carlos Xavier, esse interesse vem aumentando nos últimos 12 meses, quando a mídia passou a entender a contribuição que o agronegócio vem possibilitando ao crescimento econômico e na segurança alimentar dos brasileiros. “Esta edição mostra muito dessa realidade. A matéria sobre a citricultura, por exemplo, evidencia a tendência do Pará em despontar como um dos maiores produtores do mundo nessa área”, destaca Xavier.

(Leidemar Oliveira/Diário do pará)

COMENTÁRIOS mode_comment

CONTINUE LENDO keyboard_arrow_down
CONTINUAR LENDO keyboard_arrow_down