zoom_out_map
(Foto: Ronaldo Rosa)

Cadeia produtiva da mandioca é tema de encontro

Domingo, 26/03/2017, 07:57:17 - Atualizado em 26/03/2017, 08:00:08

Do plantio ao beneficiamento da mandioca e seus derivados é o tema do I Encontro da Cadeia Produtiva da Mandioca que ocorre na cidade de Castanhal, na próxima quinta-feira, 30 de março, no Parque de Exposição Pedro Coelho Mota. O evento é aberto a agricultores, técnicos e estudantes e visa fortalecer um importante setor da cadeia produtiva paraense, trazendo tecnologias para o desenvolvimento de sistemas produtivos de mandioca e o aperfeiçoamento dos processos de produção de produtos e subprodutos.

“São tecnologias que deverão contribuir para melhoria do sistema de cultivo da mandioca com aumento de produtividade, melhoria da qualidade da farinha e outros produtos derivados, com elevação da renda do agricultor”, adianta Raimundo Brabo, pesquisador da Embrapa Amazônia Oriental. O Pará é o maior produtor nacional do tubérculo, com quase 5 milhões de toneladas em 2015, mas nos últimos anos tem importado fécula e até farinha de mesa.

GARGALOS

O Estado padece com a baixa tecnologia utilizada nos plantio, o que reduz o potencial produtivo, além de possuir poucas unidades de processamento de farinha mecanizadas e a inexistência de fábricas de fécula, importantes para fortalecer o setor, aumentar o número de empregos gerados, assim como divisas para o estado, conforme explicou Eduardo Kataoka, diretor de eventos do Sindicato Rural de Castanhal, entidade realizadora do encontro, junto com a Embrapa, que responde pela área técnica. A expectativa dos organizadores é reunir cerca de 800 pessoas, a maioria agricultores de vários municípios paraenses e de outros estados produtores. 

Brabo lembra que, apesar do município não figurar entre os maiores produtores, se destaca por ser o epicentro da cadeia produtiva da mandioca na região nordeste paraense, fornecendo insumos, máquinas e logística de crédito rural para os demais municípios vizinhos. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas diretamente no local do evento.

(Diário do Pará)

COMENTÁRIOS mode_comment

CONTINUE LENDO keyboard_arrow_down
CONTINUAR LENDO keyboard_arrow_down