BAIXAS TEMPERATURAS

Cinco pessoas morrem com onda de frio extremo nos EUA

POSTADO EM: Quinta-Feira, 31/01/2019, 16:03:48
ATUALIZADO EM: 31/01/2019, 16:51:59

zoom_out_map
Reprodução

As temperaturas polares que atingem os Estados Unidos desde a última quarta-feira (30) têm causado uma série de transtornos para a população. As autoridades adotaram medidas de emergência para proteger os moradores mais vulneráveis. Segundo os jornais americanos, pelo menos cinco pessoas já morreram. 

As autoridades de Illinois, Wisconsin e Michigan emitiram boletins de alerta ontem, dia que deve ficar registrado como o mais frio desse episódio polar. A onda de frio atinge cerca de 60 milhões de pessoas. Entre os estados atingidos estão Illinois, Wisconsin, Michigan, Minnesota e Chicago. 

FRIO EXTREMO E PERIGOSO 

"Estamos lidando com um frio histórico, claramente", afirmou o prefeito de Chicago, Rahm Emmanuel, em entrevista coletiva na quarta-feira (30), à noite. "As temperaturas põem as vidas em perigo, e temos de agir de acordo", acrescentou.

Para se protegerem do vento glacial, os moradores saem às ruas, cobrindo o rosto com máscara de esqui. Sob a determinação da governadora de Michigan, Gretchen Whitmer, os prédios públicos ficarão fechados até sexta-feira (01), e funcionários de serviços não essenciais deverão ficar em suas casas. As escolas também não vão funcionar. Segundo o NWS, as temperaturas devem permanecer entre -30ºC e -40ºC nesta quinta (31).

Os funcionários da linha de metrô em Chicago estão usando fogo para manter as vias aquecidas e evitar que congelem, o que pode impedir o tráfego. O tráfego aéreo também tem sofrido alterações com a onda de frio. Mais de 2.500 voos domésticos foram anulados devido ao frio. 

(Com informações do Meia Hora) 



COMENTÁRIOS mode_comment