CHEGOU A R$ 3,90

Prisão de executiva da Huawei ameaça trégua entre Estados Unidos e China e dólar sobe

POSTADO EM: Quinta-Feira, 06/12/2018, 10:06:43
ATUALIZADO EM: 06/12/2018, 10:27:18

zoom_out_map
Reprodução

Com a prisão da diretora comercial da Huawei, Meng Wanzhou, ocorrida na semana passada no Canadá, surgiram preocupações sobre um possível agravamento da guerra comercial entre Estados Unidos e China que levou o dólar a operar em alta nesta quinta-feira (6).

A moeda norte-americana subiu 0,82%, sendo vendida a R$ 3,900, na máxima chegou a R$ 3,9044, até o momento.

A diretora é suspeita de ter violado sanções impostas pelo governo dos Estados Unidos junto ao Irã. O governo americano disse já ter pedido a Otawa, capital do Canadá, a extradição da diretora.

BOLSAS EM QUEDA

Na China, a bolsa fechou em queda por conta da preocupação de que a prisão criasse uma barreira entre eles e os EUA dias depois dos presidentes Donald Trump e Xi Jinping terem negociado uma "trégua temporária" em sua guerra comercial para que tenham mais tempo para as negociações.

"Esta notícia é bastante significativa, já que o governo dos EUA está tentando persuadir os aliados a pararem de usar equipamentos Huawei devido a temores de segurança, o que está provocando vendas generalizadas", explicou Reuters Stephen Innes, diretor de operações da região Ásia-Pacífico da OANDA.

A Huawei, é uma das maiores fabricantes de equipamentos de telecomunicações do mundo, já passou por dificuldades no mercado dos EUA no passado devido a alegações de que seus equipamentos podem conter brechas de segurança que poderiam permitir um monitoramento não autorizado.

(DOL)

LEIA TAMBÉM



COMENTÁRIOS mode_comment