NOVA LEI

Dinamarca pune primeira islâmica por uso de burca em local público

POSTADO EM: Sexta-Feira, 03/08/2018, 22:40:29
ATUALIZADO EM: 03/08/2018, 22:40:29

zoom_out_map
Reprodução

A polícia dinamarquesa aplicou nesta sexta-feira (03) a primeira multa pelo uso de niqab (véu islâmico que cobre todo o rosto) em locais públicos. Uma mulher de 28 anos foi a primeira a violar a nova lei, aprovada este ano.

A polícia foi chamada a um shopping em Horsholm, ao norte de Copenhague, devido a uma briga entre duas mulheres. A briga teria começado depois de uma delas tentar tirar o niqab da outra.

"Durante a briga, o niqab caiu, mas quando chegamos no local, ela havia recolocado a peça", afirmou o policial David Borchersen à agência de notícias Ritzau.

A mulher recebeu uma multa de mil coroas dinamarquesas (cerca de 590 reais) e foi, então, informada que deveria remover o véu ou deixar o espaço público. "Ela escolheu a segunda opção", acrescentou Borchersen.

A proibição do uso de véus integrais islâmicos entrou em vigor nesta quarta-feira, em meio a protestos. A lei proíbe o uso de burca e niqab em espaços públicos, à semelhança do que já aconteceu em outros países europeus, como Áustria, França e Bélgica.

Quem utilizar peças de roupa ou acessórios que impossibilitem o reconhecimento – incluindo balaclavas, capacetes ou barbas falsas – fica sujeito a uma multa mínima de mil coroas dinamarquesas (cerca de 590 reais). Em caso de reincidência, a multa pode chegar às 10 mil coroas (cerca de 5.900 reais).

(Fonte: DW)

 



COMENTÁRIOS mode_comment