MALAYSIA AIRLINES

Piloto do voo Malaysia Airlines teria cometido suicídio e matado os 239 passageiros

POSTADO EM: Terça-Feira, 15/05/2018, 21:06:06
ATUALIZADO EM: 15/05/2018, 21:06:06

zoom_out_map
Reprodução

Ele suicidou-se. Infelizmente, ele estava matando todos os outros a bordo, e fez isso deliberadamente", afirmou o especialista em acidentes aéreos, Larry Pence, sobre o piloto que conduzia o voo MH370 da Malaysia Airlines. O Boeing 777, com 239 passageiros e tripulantes a bordo, desapareceu quando fazia um voo de Kuala Lumpur para Pequim em março de 2014.

A afirmação de Larry, sobre a tragédia, foi feita durante o programa de TV australiano “60 Minutos”. A atração faz uma investigação independente sobre o caso.

Ainda de acordo com os entrevistados, há evidências de que o capitão Zaharie Amad Shah cuidadosamente manobrou o avião para evitar a detecção dos radares.

O instrutor do Boeing 777, Simon Hardy, disse que o piloto sobrevoou a fronteira entre a Malásia e a Tailândia, oscilando entre os dois espaços aéreos, evitando ser captado pelos radares.

Destroços da aeronave

Apesar das extensas buscas dos governos da Malásia, Austrália e China poucos destroços da aeronave foram encontrados.

Depois de três anos de procura, as buscas foram suspensas em janeiro de 2017. Porém, em janeiro uma empresa americana foi recrutada para procurar novamente o avião. O pagamento é garantido apenas se os destroços forem achados.

(Fonte: UOL)

 



COMENTÁRIOS mode_comment