GASTRONOMIA

Chef ensina preparar comidas simples e saudáveis

POSTADO EM: Sábado, 27/10/2018, 10:36:34
ATUALIZADO EM: 27/10/2018, 10:52:00

zoom_out_map
Gabriel Lima/Divulgação

Famosa em Belém por sua doceria, a Eti Mariquete, a chef Eliete Santos vem mostrando um lado até então pouco conhecido de seus dotes culinários. Há cerca de quatro meses, ela inaugurou um espaço gastronômico focado em comida saudável e funcional, com cardápio diferenciado a preço acessível, para almoços, lanches e delivery, além de sala de aula para cursos de gastronomia. É lá que ela ministra, na próxima quarta, 31, um curso de tortas salgadas no pão caseiro e também de receitas de bolos simples e saborosos. 

No curso, Eliete diz que dará noções básicas para iniciantes. Então, qualquer pessoa pode fazer a aula, até mesmo crianças a partir de 12 anos. “Não precisa ter nenhum pré-requisito para participar, é mesmo para fazer em casa. São receitas de pães caseiros, três tipos de torta, de frango, camarão e atum, e de três tipos de bolo, de laranja, maracujá e de limão, todos com cobertura”, conta, adicionando que as receitas caseiras fazem a diferença. 

“Eu já estou há 15 anos no mercado de doces e a parte funcional foi a que eu gostei mais, a que eu mais me dediquei. Quando me formei em Gastronomia, já vinha pensando num espaço que oferecesse uma alimentação mais saudável”, diz Eliete. 

A nova investida nasceu, porém, de um problema de saúde da chef, que lhe rendeu uma jornada cansativa a médicos no último ano. “Eu tive um problema de saúde ligado à alimentação. Foi bem difícil e complicado. Fui a vários médicos e tive de mudar muita coisa na minha alimentação. Não sou muito de comer doces, embora trabalhe com isso, mas tive de mudar a minha alimentação para ser mais funcional. Isso acabou sendo um empurrão para eu realizar o que eu gostaria de fazer profissionalmente”, diz.

Nos cardápios, que podem ser feitos com acompanhamento de nutricionista, há opções como panqueca integral de frango grelhado ou de carne, que pode ser acompanhada de legumes ou purê de abóbora e mix de folhas. “É leve, saudável e saboroso”, diz Eliete, que aposta em receitas caseiras, sempre com ingredientes mais lights. “Para as pessoas que não comem muita salada (folhas), por exemplo, fazemos uma salada de batata sem gordura”, exemplifica a chef, que diz que os peixes são estrelas nas preparações. “São três dias na semana com peixe no cardápio que é o prato que tem mais saída”.

(Wal Sarges/Diário do Pará)



COMENTÁRIOS mode_comment