zoom_out_map
(Foto: Marco Santos)

Veja opções para apaixonados por salgados em Belém

Domingo, 12/03/2017, 16:38:41 - Atualizado em 21/03/2017, 21:02:40

Na hora do lanche, um bom salgado é sempre uma boa pedida. Da tradicional coxinha a salgados inusitados, com massas mais finas e macias ou mais crocantes, mais apimentados ou leves, as opções são variadas. Independente da preferência, os 3 finalistas da categoria possuem salgados com massas e recheios que dão água na boca. Conheça o que A Portinha, a Casa Camilo e a Família Caranguejo têm a oferecer.

 

CASA CAMILO

Não se deixe enganar pela aparência simples do lugar. O estabelecimento de esquina é uma casa centenária e muito famosa pela unha de caranguejo. No início, no entanto, era uma mercearia. Com o passar do tempo, já foi também bar e, de umas décadas para cá, ganhou renome pelos salgados. Atualmente, a proprietária é Damiana Santos de Oliveira, que prepara com muito carinho as delícias. A unha de caranguejo (foto). carro-chefe, é feita com tempero especial da cozinheira e reúne amigos e familiares durante a semana. “É uma casa muito conhecida e muita gente se encontra aqui para colocar os papos em dia e comer os salgados”, conta, com orgulho, Damiana.

Endereço: Av. Almirante Barroso, 547, esquina da Curuzú, bairro do Marco
Telefone: (91) 3246-0160
Horário: De segunda-feira a sábado,
das 08h às 18h

 

FAMÍLIA CARANGUEJO

Como o próprio nome sugere, o restaurante é especializado em caranguejo. No cardápio, pode-se encontrar do tradicional a pratos contemporâneos, como fettuccine de caranguejo e risoto de caranguejo. Mas, além de almoço e jantar, o espaço oferece também apetitosos salgados com a especiaria do mar. Os destaques para o lanche são o bolinho de caranguejo (foto). com provolone e as mini unhas de caranguejo. O restaurante começou com o amor de Elizângela Martins pelo crustáceo. Junto ao marido, Luís Martins, e ao cunhado Ricardo Martins, inauguraram o negócio. “Trouxemos a proposta de dar uma nova roupagem ao caranguejo, criando pratos exclusivos”, enfatiza Luís Martins. O restaurante conta ainda com os serviços de buffet, delivery
e também à la carte.

Endereço: Travessa Piedade, 426, entre Ó de Almeida e Tiradentes, bairro do Reduto.
Telefone: (91) 3351-3483
Horário: De segunda a sexta, de 18h às 23h. Aos domingos, de 11h30 às 17h

Bolinho de caranguejo é um dos destaques do restaurante Família do Caranguejo. (Foto: Mauro Ângelo)

 

A PORTINHA

Por fora, o local é, de fato, uma portinha discreta em um dos casarões da rua Doutor Malcher, no bairro da Cidade Velha. Porém, por dentro se encontra um ambiente charmoso e aconchegante, com uma gama de opções de gostosuras. O proprietário Manoel Júnior trabalhava com vendas de salgado para encomenda e mantém o espaço há quase 20 anos. Quando abriu o negócio, o local já era conhecido como “portinha”, então não teria nome mais apropriado. “Nós tivemos a preocupação de recuperar o estilo antigo da Cidade Velha e preservar essa memória”, ressalta. Tortas, bolos, pratos típicos e salgados estão no menu. O predileto da clientela é a esfiha de pato com jambu e tucupi (foto), um salgado que é a cara do Pará.

Endereço: Rua Dr. Malcher, 463, bairro da 
Cidade Velha.
Telefone.: (91) 99115-2222
Horário: De sexta a domingo, de 17h às 22h.

Esfiha de pato com jambu e tucupi é uma das pedidas prediletas do público na Portinha. (Foto: Wagner Santana)

 

O MELHOR DA GASTRONOMIA

O Passaporte Belém - O Melhor da Gastronomia foi elaborado a partir da indicação de 16 personalidades da capital paraense, que montaram um ranking gastronômico, no qual cada jurado indicou seus favoritos em 23 categorias,  como hamburgueria, italiano, peixaria, japonês, açaí, entre outras.

A ser lançado no dia 28 de março, em grande evento, o guia de bolso “Passaporte Belém, O Melhor da Gastronomia” trará informações dos mais 
de 100 estabelecimentos indicados pelo corpo de jurados. O grande destaque será para o campeão de cada categoria, que será premiado com a Estrela Azul, troféu do projeto e símbolo da qualidade da comida e do serviço dos estabelecimentos de Belém.

(Diário do Pará)

COMENTÁRIOS mode_comment

CONTINUE LENDO keyboard_arrow_down
CONTINUAR LENDO keyboard_arrow_down