zoom_out_map
(Foto: Divulgação)

Os benefícios da pimenta-do-reino

Terça-Feira, 07/03/2017, 15:40:02 - Atualizado em 07/03/2017, 15:51:12

Origem: trazida da Ásia equatorial pelos mercadores muçulmanos na época das Grandes Navegações, a pimenta-do-reino se espalhou pelo mundo. Hoje, o Brasil é um dos maiores produtores e exportadores do tempero.

E uma curiosidade: as pimentas preta e branca vêm da mesma semente! A diferença está apenas na secagem.

A versão preta é seca com a película que a envolve, o que garante mais picância, e a branca passa por esse processo sem a casca — por isso, tem sabor suave.

Forma de uso: a planta é consumida seca, em grãos ou moída. Pode-se acrescentar na receita antes do cozimento e nas marinadas.

Também dá para salpicá-la na finalização do prato. Nesse caso, o ideal é moer na hora para deixar o sabor e o aroma pronunciados.

Com o que combina: a pimenta-do-reino é um dos condimentos mais apreciados no mundo e vai bem com quase tudo. Ela agrega sabor a todo tipo de carne grelhada, cozida ou assada. Pode ser usada em sopas, saladas de verduras e legumes, ovos, omeletes e suflês.

Com o que não combina: não se entrosa com doces.

Benefícios nutricionais: o tempero tem ação antioxidante. E mais: segundo uma pesquisa publicada no periódico Nutrient Journal, ele age nas enzimas digestivas, aumentando a absorção das vitaminas B e C, selênio e betacaroteno durante uma refeição.
Fontes entrevistadas: Vanderli Marchiori, nutricionista e fitoterapeuta de São Paulo, e Rosângela Carvalho, nutricionista e fitoterapeuta do Rio de Janeiro

Fonte: Saúde Abril

COMENTÁRIOS mode_comment

CONTINUE LENDO keyboard_arrow_down
CONTINUAR LENDO keyboard_arrow_down