SUGAR DADDIES

Cresce no Brasil redes que unem homens ricos com jovens que querem ser 'bancadas'

POSTADO EM: Terça-Feira, 09/10/2018, 15:50:47
ATUALIZADO EM: 09/10/2018, 15:50:47

zoom_out_map
Reprodução

Uma nova forma de relacionamento está cada vez mais em alta no Brasil e, principalmente, na capital do País: são os “sugar daddies”, homens mais velhos e ricos que buscam mulheres jovens interessadas em serem bancadas por eles. Segundo levantamento feito por um site voltado para esse nicho, só no Distrito Federal há cerca de 26 mil inscritos no serviço.

De acordo com o site “Meu Patrocínio”, Brasília ficou em primeiro lugar em número de usuários, com aproximadamente 26 mil inscritos: atualmente, mais de 4 mil daddies e 21 mil sugar babies brasilienses estão cadastrados na plataforma. Os homens ganham, em média, R$ 80 mil por mês e se conectam majoritariamente com universitárias de 24 a 28 anos.

Grande parte dos homens chega a pagar R$ 1 mil por mês para utilizar o site. A plataforma diz que a maioria das mulheres entra em busca de ajuda financeira para arcar com o custo dos estudos.

O relacionamento entre daddies e babies não necessariamente envolve pagar por sexo: as mulheres recebem para fazer companhia, conversar e comparecer em eventos com esses homens.

O apresentador Danilo Gentili entrevistou a criadora de um dos sites para relacionamentos do tipo no Brasil. Veja o vídeo.

(Com informações do portal Metrópoles)



COMENTÁRIOS mode_comment