SAÚDE

Pesquisas indicam como sobrepeso pode impedir uma gravidez

POSTADO EM: Sábado, 14/04/2018, 12:12:08
ATUALIZADO EM: 14/04/2018, 12:12:08

zoom_out_map
Divulgação

A obesidade interfere na fertilidade de homens e mulheres. Definida pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como uma doença que se caracteriza pela acumulação anormal ou excessiva de gordura corporal que pode ser prejudicial para a saúde, o problema pode ser a causa de muitos casais que sonham com filhos não estarem grávidos ainda.

Isso porque a quantidade elevada de gordura prejudica o corpo como um todo e isso inclui os ovários. Pode atrapalhar a produção de hormônios, essenciais para um ótimo desenvolvimento dos óvulos. “A obesidade pode ter impacto negativo tanto na fertilidade masculina quando na feminina. Na masculina, ela está bastante relacionada à diminuição da quantidade e da qualidade dos espermatozoides e à disfunção erétil. Pensando em fertilidade feminina, ela está relacionada muitas vezes ao desbalanço hormonal e geralmente associada à síndrome do ovário policístico, uma doença que causa problemas na ovulação, dificultando que as mulheres menstruem e tenha chance de engravidar”, diz o médico Raphael Haber, que trabalha com reprodução humana.

Em alguns casos, a mera perda de peso pode ser suficiente para restabelecer a fertilidade. Aí as medidas são mais que medicamentosas. A prática de exercícios físicos e a alimentação saudável ajudariam a regular as taxas hormonais e a melhorar os ciclos menstruais.

“Já nos homens, pacientes com obesidade têm aumento de uma enzima chamada de leptina, que está relacionada à baixa qualidade de espermatozoides. Então, são esses principais processos que a obesidade tem impacto na fertilidade”, explica Haber

A obesidade aumenta ainda os riscos de abortamento e complicações durante a gravidez. “Pensando em complicações obstétricas, há a baixa qualidade do embrião. Geralmente, pacientes obesas têm uma qualidade embrionária abaixo das pacientes não obesas e também relacionadas a abortamento de repetição”, acrescentou o médico.

Então, se o casal está acima do peso ou sofre com a obesidade e está tentando engravidar e não consegue, o melhor caminho é investigar sobre sua fertilidade, suas condições de saúde e as melhores opções para perder peso de forma saudável. Porque o importante mesmo é manter o peso em dia, consequentemente a saúde também estará, ajudando assim a concretizar o sonho de serem papais e mamães.

“A perda de peso antes da gravidez é de suma importância para aumentar a taxa de fertilidade e também diminuir as chances de complicações fetais durante o processo gravídico”, finaliza o médico.

(Aline Rodrigues/Diário do Pará)



COMENTÁRIOS mode_comment