SAÚDE

Batata frita pode ser mais saudável do que salada; entenda

POSTADO EM: Quinta-Feira, 05/04/2018, 15:32:05
ATUALIZADO EM: 05/04/2018, 22:23:31

zoom_out_map
Reprodução

O site britânico Unilad, empresa que fornece notícias e entretenimento com uma abordagem social, publicou uma pesquisa feita por cientistas do Instituto Weizmann, de Israel, aonde provaram que batatas fritas podem ser mais saudáveis do que uma salada.

Um prato de batatas fritas crocantes, temperado a gosto, é muito mais tentador do que uma simples salada, certo? Só de ler já não deu vontade?

Uma salada fresquinha também pode ser propícia, principalmente se for um dia quente. Mas, se ambos se confrontarem, as batatinhas parecem ser mais satisfatórias para qualquer ocasião. Seja para afogar as mágoas, ou em uma reunião entre amigos.

Briga de mulheres por batata frita no Porpino gera memes hilários; vem ver!

Porém, a fritura em questão é desaprovada, principalmente por quem leva um estilo de vida mais “fitness”. Mas o estudo feito pelos israelenses parece derrubar a tese em questão...

Os estudiosos examinaram cerca de 800 pessoas. Os participantes da experiência tiveram os níveis de açúcar no sangue cuidadosamente monitorados, bem como as atividades físicas, a duração do sono e até as idas ao banheiro. Eles comeram os mesmos alimentos e os resultados foram inesperados.

Uma participante sofria de obesidade e pré-diabetes. Ela já havia tentado fazer vários tipos de dieta ao longo de sua vida, mas sem sucesso. O estudo mostrou que o nível de açúcar no sangue da mulher aumentou consideravelmente depois que ela comeu alguns inocentes tomates.

Outro participante teve aumento no nível de sangue após comer bananas, do que outro alimento considerado “vilão” da saúde.

O mais empolgante é que, dependendo da pessoa, se pode comer uma quantidade generosa de batatas fritas, por exemplo, e não sentir nada desagradável.

Mas isso também não é desculpa para se entupir de batatas fritas.

A experiência também consegue explicar porque você demora tanto a perder peso, fazendo dietas e exercícios, enquanto aquele amigo consegue o resultado em menos de uma semana.

Isso prova que o regime varia de acordo com a pessoa. O estudo pode ajudar a preparar um caminho mais adaptado para uma dieta mais saudável.

(Com informações de Unilad)



COMENTÁRIOS mode_comment