EMPREGO

Polícia Federal vai nomear 1.000 aprovados em concurso

POSTADO EM: Sábado, 13/04/2019, 08:11:06
ATUALIZADO EM: 13/04/2019, 08:11:06

zoom_out_map
Agência Brasil

O ministro - chefe da Casa Civil Onyx Lorenzoni (DEM) anunciou, na última quinta-feira (11) que o governo está autorizando a nomeação de 1.000 aprovados no último concurso público da Polícia Federal (PF). A autorização diz respeito a uma ação de combate à criminalidade e corrupção. “Está aí ajustado o aproveitamento de mil policiais federais que foram aprovados em concurso público e que estão em fase de reforçar a nossa Polícia Federal, no que diz respeito ao crime organizado e à corrupção”, disse.

De acordo com comunicado divulgado pela Fenapef (Federação Nacional dos Policiais Federais), o governo deve autorizar a nomeação de todos os excedentes dos últimos concursos realizados pela PF e Polícia Rodoviária Federal (PRF). Com isto, poderão ser convocados até 4.581 novos servidores, sendo 2.501 na PRF e 2.080 na PF.

O quantitativo considera o limite de provas dissertativas corrigidas nos respectivos certames. Desta forma, a quantidade exata dependerá do total de aprovados em todas as etapas posteriores. A nomeação de aprovados faz parte das comemorações de 100 dias do governo do presidente Jair Bolsonaro.

De acordo com o presidente da Fenapef, Luís Antônio Boudens, “é grande a possibilidade de abertura de uma segunda turma na Academia Nacional de Polícia em breve”. A expectativa, segundo ele, é de que seja aberta uma nova turma no curso de formação até junho deste ano e outra no primeiro semestre de 2020. Para a PF poderão ser convocados, caso sejam todos aprovados, até 600 delegados, 720 agentes, 320 escrivães, 120 papiloscopistas e 320 peritos PRF.

No caso da PRF, o concurso em andamento se encontra em fase de divulgação do resultado provisório do exame de aptidão física, divulgado no último dia 2 de abril. Destinado a preencher 500 vagas de policial rodoviário, a seleção registrou 129.152 inscrições em todo o país.

As oportunidades estão distribuídas entre os Estados do Acre (17 postos), Amapá (23), Amazonas (28), Bahia (17), Goiás (27), Maranhão (18), Mato Grosso (57), Mato Grosso do Sul (35), Minas Gerais (9), Pará (81), Piauí (22), Rio de Janeiro (10), Rio Grande do Sul (23), Rondônia (74), Roraima (15), São Paulo (19) e Tocantins (25).

Concorrem ao cargo de policial rodoviário candidatos com curso de nível superior em qualquer área de formação, além de carteira de habilitação a partir da categoria “B”. A jornada de trabalho dos servidores é de 40 horas semanais.

PARA ENTENDER

PF

- Para a Polícia Federal, a seleção teve o resultado da avaliação psicológica divulgado ontem (12). Estão em disputa 500 oportunidades, sendo 150 para delegado, 60 para perito criminal, 80 para escrivão, 30 para papiloscopista e 180 para agente. Ao todo, a seleção registrou 147.744 inscritos.

(Jornal Dos Concursos)



COMENTÁRIOS mode_comment