TRAGÉDIA

Policial Civil toma atitude inesperada após matar filho de amigo

POSTADO EM: Sábado, 07/07/2018, 15:57:10
ATUALIZADO EM: 07/07/2018, 15:57:10

zoom_out_map
Arquivo Pessoal

Uma tragédia abalou a noite desta sexta-feira (6) na rua Padre Manoel de Nóbrega, bairro Jesus de Nazaré, em Macapá (Amapá). Após ouvir gritos de assalto, um policial civil se dirigiu até o local e efetuou disparos contra três pessoas, mas descobriu que as confundiu com assaltantes.

Duas pessoas ficaram feridas: um jovem e uma mulher. A terceira vítima, Ronald William Souza de Oliveira, de 21 anos, morreu no local. Posteriormente foi informado que ele era filho de um policial civil.

Segundo informações, ele viu a dupla próximo a um carro em frente ao estabelecimento e efetuou os disparos, pois pensava que eles estavam assaltando o local. No entanto, após saber que eles não eram assaltantes, o policial tirou a própria vida.

Os velórios do policial e do jovem Ronald foram realizados neste sábado (7).

A Polícia Civil do Estado do Amapá emitiu nota e lamentou o ocorrido. "Em nome de todos os seus servidores, vem a público externar o mais profundo lamento e pesar pelo falecimento do Agente de Polícia Jorge Henrique Banha Picanço e Ronald Willian Souza de Oliveira, onde prestamos condolências aos familiares e amigos enlutados pela irreparável perda ocorrida. Que o Senhor possa consolar nossos corações nesse momento muito difícil".

(Com informações do portal Estado de Minas)



COMENTÁRIOS mode_comment