PÂNICO NO NORDESTE

Cidade do 'maior São João do mundo' vive pânico após 29 pessoas serem atacadas com agulhas

POSTADO EM: Quarta-Feira, 13/06/2018, 15:30:47
ATUALIZADO EM: 13/06/2018, 15:31:06

zoom_out_map
Reprodução @emanuuel.tadeuu

O que era para ser uma grande comemoração junina na cidade de Campina Grande, na Paraíba, se tornou motivo de pânico coletivo: entre a última sexta-feira (8) e esta quarta-feira (13), 29 pessoas foram vítimas de agulhadas misteriosas durante as festividades de São João no município.

Segundo informações do portal TNH1, as vítimas que deram entrada no Hospital de Trauma de Campina Grande foram feridas no Parque do Povo, durante o São João de 2018 da cidade.

De acordo com informações do médico Geraldo Medeiros, o hospital está adotando o procedimento contra o HIV e Hepatite B nas vítimas e alertou as pessoas que foram furadas a se dirigirem à unidade hospitalar.

“São grupos de pessoas e há a necessidade de identificar esses marginais e afastá-los de uma festa tão bonita que é o São João. As pessoas que foram agredidas estão se dirigindo ao Hospital de Trauma, por isso esse aumento substancial no Trauma”, comentou Geraldo.

O médico disse ainda que uma das vítimas relatou que foi segurada dentro do Parque do Povo por quatro pessoas, enquanto outra realizava as perfurações.

“São várias pessoas que estão com esse intuito de agredir. A polícia já está investigando no sentido de identificar esses marginais que apresentam um nível alto de periculosidade e perversidade humana. Pelo relato desse paciente, foram quatro pessoas que o imobilizaram e o agrediram. Essa mesma vítima recebeu várias furadas, inclusive com lesões tangenciais e o setor de infectologia do hospital está seguindo o protocolo de lesões contaminadas e adotando as medidas de praxe. As vítimas foram atendidas e orientadas a pegar a medicação para tomar durante 30 dias”, disse o médico.

(Com informações do portal TNH1)


 



COMENTÁRIOS mode_comment