PARA NÃO DEMITIR

Gerente decide alfabetizar funcionários que não sabiam ler

POSTADO EM: Terça-Feira, 09/01/2018, 15:07:32
ATUALIZADO EM: 09/01/2018, 15:11:28

zoom_out_map
Divulgação

Uma gerente de São Paulo decidiu mudar, para melhor, a vida de um time de auxiliares de limpeza, ao descobrir que eles não sabiam ler: em vez de pedir a troca dos funcionários, ela decidiu ajudar a alfabetizá-los.

O caso ocorreu com a gerente Nátaly Bonato, da WeWork Paulista. Ela descobriu que os terceirizados eram iletrados por acaso, quando precisou resolver problemas de limpeza na empresa.

Nataly havia pedido que os funcionários escrevessem diariamente se a sala de cronograma havia sido limpa, ou não, com os motivos.

“O relatório demorou 1 semana pra chegar e quando veio, o banheiro virou um caos. Não entendi nada e aí nos reunimos e a descoberta foi que 50% do time (terceirizado) era iletrado”, escreveu Nátaly no Facebook.

Em vez de decidir por substituir a equipe, a gerente decidiu procurar nas escolas que fazem parte da WeWork alguém que pudesse alfabetizar os auxiliares de limpeza. Ela conheceu a pedagoga Dani Araujo, da MasterTech, que topou o desafio.

“As pessoas não são descartáveis. Eu não queria que alguém passasse pela minha vida sem ter o meu melhor, sem que eu pudesse tentar. Então, eu não queria que eles saíssem daqui um dia e continuassem tendo aquelas profissões porque eles não tinham escolha”, disse Nátaly em entrevista ao Razões para Acreditar.

Formatura

Os terceirizados começaram a ter aulas de 1 hora e meia às terças e quintas-feiras, no horário de almoço. Meses depois, veio a boa surpresa.

“Eis que 5 meses depois a Dona Irene com aulas 2 vezes na semana consegue assinar o próprio nome. A Neuraci, o Madruga e a própria Irene escreveram uma carta. E me fizeram ter certeza de que nada me faz mais feliz do que fazer o bem. É com amor e só com ele que mudamos o mundo, um tico por vez!”, escreveu Nátaly.

Para celebrar essa conquista, ela e seu time organizaram uma formatura surpresa. E eles tiveram “formatura”com direito à beca e tudo!

“Na hora que eu vi eles vindo de beca, eu comecei a desfalecer de chorar e não só eu! Todo mundo. A gente fez na área comum da WeWork. Acho que é a melhor experiência da minha vida”, lembra Nátaly.


Foto: Divulgação

Experiência comoveu também a pedagoga que os ensinou

“Foi ousado participar desse projeto. Não tinha experiência com letramento para adultos. Vibrei e chorei com cada conquista que fazíamos juntos, me sinto privilegiada pelo aprendizado que eles me proporcionaram”, afirmou a pedagoga Dani Araujo.

Dani continuou dando aulas a eles mesmo depois de se desligar da MasterTech.

A WeWork Paulista é um espaço de trabalho compartilhado, na Avenida Paulista, em São Paulo.

(Com informações do portal Só Notícia Boa)



COMENTÁRIOS mode_comment