MAIS MÚSICA

“Nem f*dendo”: Roger Waters voltou a criticar Bolsonaro em São Paulo

POSTADO EM: Quinta-Feira, 11/10/2018, 16:40:04
ATUALIZADO EM: 11/10/2018, 16:40:04

zoom_out_map
Divulgação

Como era de se esperar, Roger Waters manteve seu posicionamento no show extra que fez em São Paulo — mesmo com algumas alterações.

Como te contamos por aqui, o músico ironizou ao dizer que foi “censurado” por ter chamado o candidato à presidência Jair Bolsonaro de neofascista. Em sua primeira data na capital paulista, após exibir isso no telão, Waters foi vaiado por parte do público, enquanto outra parte gritou em apoio.

Ainda na primeira data, o baixista exibiu o bordão “Ele Não” no telão durante “Mother”, o que gerou mais vaias. Pois bem, no show extra, Roger trocou a expressão pela frase “Nem Fodendo”, logo após do trecho “mother, should I trust the government?” (“mãe, eu deveria confiar no governo?”, em português).

Enquanto o “nem fodendo” pode ter sido só uma resposta à frase da música, muitos entenderam como uma intensificação da crítica a Bolsonaro, já que Waters voltou a se posicionar contra o fascismo na apresentação.

Confira uma imagem do momento abaixo:

Roger Waters no Brasil

Vale lembrar que Roger Waters irá passar o mês inteiro aqui no Brasil fazendo shows pelo país.

Um deles, em Curitiba, acontecerá no dia 27 de Outubro, véspera do segundo turno da eleição de 2018 em 28 de Outubro.

Você pode encontrar ingressos para os shows de Roger Waters por aqui.

LEIA TAMBÉM: Roger Waters chama Bolsonaro de neofascista e divide plateia em São Paulo

Fonte: TMDQA!



COMENTÁRIOS mode_comment