RUMO AO TÍTULO

Camisa 10 quer ajudar o Remo a fazer a melhor apresentação do Parazão

POSTADO EM: Sábado, 13/04/2019, 10:38:14
ATUALIZADO EM: 13/04/2019, 10:40:38

zoom_out_map
Ricardo Amanajás

Neste domingo (14), à tarde, no estádio Mangueirão, a bola irá rolar para a realização da primeira partida válida da grande decisão do Campeonato Paraense entre Clube do Remo e Independente. Pelo lado azulino, favorito para o confronto, devido à sua tradição no histórico da competição, o duelo será de afirmações, como destacou o próprio grupo de jogadores ao longo da última semana. Apesar de concretizar o objetivo inicial, que foi chegar às finais, algo que aproxima a agremiação de conquistar o bicampeonato local, o feito foi conquistado mais na base da “marra” do que propriamente pela competência.

 

Na fase de grupos, após o período sem vitórias, os azulinos contaram com inúmeros tropeços dos concorrentes pela classificação à segunda fase, dessa maneira, manuseando uma vaga ao mata-mata quase que garantida, haja vista as apresentações pífias, mesmo com os resultados positivos em campo. Prova disso foi a exibição frente ao Bragantino, quando contou com as defesas antológicas de Vinícius para o avanço de etapa.

O desempenho diante do Tubarão ainda não foi digerido pelos profissionais do elenco. O meia Douglas Packer se posicionou sobre o assunto. “Nós sabemos que deixamos a desejar na partida contra o Bragantino, não foi a nossa melhor partida, principalmente no segundo tempo.

Mas agora vamos procurar fazer um jogo perfeito. Fazer um jogo que ainda não fizemos em todo o campeonato para vencer bem e garantir um resultado favorável”, disse.

POR VANTAGEM

A partida impecável, como planeja o camisa 10, poderá permitir ao Leão criar uma vantagem que tem sido essencial até o momento no certame, pois, as duas classificações dos concorrentes ao título foram garantidas justamente pelo desfecho dos primeiros 90 minutos.

Por isso, Douglas Packer sabe da importância da equipe se impor de antemão, mesmo com uma partida a mais a se fazer para a definição do vencedor do Parazão. “Às vezes, o primeiro jogo acaba influenciando muito no segundo. Então precisamos ter essa sabedoria de encarar esse jogo para fazer tudo o que a gente não fez ainda dentro de campo”, disse. “É uma equipe que chega sem dúvidas com os seus méritos (Independente). Vai ser um jogo difícil, mas acreditamos no que construímos”, argumentou o jogador.

Edno se diz pronto para o combate

Atacante Edno sofreu um baque no pé esquerdo na última partida, mas afirma que já está bem (Foto: Mauro Ângelo)

A participação do centroavante Edno chegou a ser dúvida para o Clube do Remo na partida de ida das finais do Campeonato Paraense. O motivo foi o edema sofrido no pé esquerdo do jogador, ainda no jogo contra o Bragantino, na semana passada. Mas, além das movimentações nos treinamentos, ontem, o profissional fez questão de afirmar que está apto a ser escalado para amanhã, caso seja essa a vontade do treinador Márcio Fernandes.

“Estou pronto. Eu tive uma pancada no jogo passado como vocês sabem, mas fiz um tratamento intensivo. O pé está 100% curado. Se decidir por mim, vou fazer o meu papel”, disse. O jogador, que ainda não balançou as redes, ponderou que a equipe precisa honrar a camisa no embate, além de comentar sobre o seu condicionamento físico, uma vez que o jogo deverá ser intenso. “A gente tem que jogar como time grande, o Remo é time grande. Entrar com a cabeça boa e buscar marcar. Hoje eu creio estar nos 80%, preciso melhorar um pouquinho, mas isso é ritmo de jogo”, comentou.

Assim, Edno mostrou tranquilidade total para entrar em campo e desempenhar o seu melhor, mesmo que ainda não tenha marcado. “Já estive mais ansioso quando mais jovem, hoje não tenho essa ansiedade. Sei que as coisas vão acontecer naturalmente”, destacou.

Aqui você vai encontrar materiais esportivos de todas as marcas. Camisas de grandes clubes nacionais e internacionais. Acesse e confira!

Emerson Carioca também almeja vaga

Na manhã de ontem, a comissão técnica do Clube do Remo optou novamente por fechar o treinamento, mas o treinador Márcio Fernandes já deve ter definido a onzena que irá começar jogando amanhã, diante do Independente. O intuito é que o time que entrou nas duas partidas passadas seja repetido, contudo, com a pequena lesão de Edno na semana passada, a possível entrada de Emerson Carioca tomou força, fora o fato dele ter balançado as redes quando acionado em campo.

O jogador mostrou confiança em iniciar o jogo, mas deixou a missão para o treinador decidir. “É ele que escala na verdade”, adiantou. Sendo a principal surpresa no ataque azulino desde a pré-temporada, Carioca almeja contribuir nessa reta final.

(Matheus Miranda/Diário do Pará)



COMENTÁRIOS mode_comment