TÁ EM CASA?

Charles Guerreiro vê Mangueirão como aliado do Galo em final

POSTADO EM: Sexta-Feira, 12/04/2019, 07:38:57
ATUALIZADO EM: 12/04/2019, 07:38:57

zoom_out_map
Wagner Santana

Mandante do primeiro jogo da decisão do Campeonato Paraense, o Independente abriu ontem as vendas de ingressos para a partida contra o Clube do Remo. Os valores foram fixados em R$ 30,00 para as arquibancadas e R$ 50,00 para as cadeiras. As vendas estão sendo feitas na sede social do Leão Azul e em uma loja do clube no IT Center, na avenida Pedro Álvares Cabral, nos shoppings Boulevard e Castanheira, além do Baenão.

Para o comandante do Galo Elétrico, Charles Guerreiro, a vinda do jogo de Tucuruí para Belém traz um prejuízo por estar longe da torcida e de um estádio em que os jogadores tinham todas as referências, mas salientou a experiência de boa parte do elenco, acostumada a jogos grandes e em lidar com essas adversidades. “Seria interessante jogar em casa, pois estamos acostumados com nosso campo. Mas nosso time é experiente, com muita gente acostumado a encarar Paysandu e Remo. Vamos jogar da mesma forma das outras vezes e não há tanta pressão no Mangueirão, já que a torcida fica longe”, diz Charles.

Guerreiro lembrou da última vez em que o Galo esteve no Mangueirão, dia 16 de março, pela oitava rodada da primeira fase. Segundo ele, o empate em 1 a 1 com o próprio Remo mostrou que o time pode se sair bem no estádio estadual. “Conseguimos uma atuação muito boa na última vez em que estivemos no Mangueirão, no empate com o Remo. Acho que ganhamos nesse sentido. Nosso time joga com a bola no pé e para a gente será bom. Quem ganha com isso é o espetáculo”, conclui.

Aqui você vai encontrar materiais esportivos de todas as marcas. Camisas de grandes clubes nacionais e internacionais. Acesse e confira!

E MAIS...

Na última terça-feira, o Tribunal de Justiça Desportiva do Pará (TJD/PA) solicitou a abertura de um inquérito para apurar a conduta do árbitro Djonata Costa Araújo, responsável por apitar o primeiro jogo da semifinal entre Paysandu e Independente, dia 4 de abril, em Tucuruí. Mesmo com pedido de suspensão do jogo, feito pela diretoria dos clubes por causa do gramado alagado e sem condições, o juiz decidiu continuar a partida.

(Tylon Maués/Diário do Pará)



COMENTÁRIOS mode_comment