NAS ALTURAS!

Paulo Rangel e um antigo sonho: disputar o Re-Pa

POSTADO EM: Domingo, 17/02/2019, 07:24:09
ATUALIZADO EM: 17/02/2019, 07:40:13

zoom_out_map
Jorge Luiz/ASCOM PSC

Dos 16 anos de carreira até aqui, o atacante paraense Paulo Rangel passou doze deles fora do Brasil. Aos 34 anos, ele acumula passagens por Portugal, Tailândia, Malásia e Emirados Árabes Unidos. No Brasil, já defendeu clubes como Santa Cruz-PE, Londrina-PR, Caxias-RS, América-RN, entre outros. Com exceção de uma breve passagem pelo São Raimundo, em 2010, o jogador natural de Belém está tendo sua primeira grande experiência no futebol paraense. Hoje, diz ele, deve realizar um sonho antigo de estar em campo num clássico Re-Pa.

“Quase toda minha carreira foi fora do país e jogar perto da minha família sempre foi um sonho, ainda mais no Paysandu e com a estrutura que tem hoje”, disse. “Dentro disso, o Re-Pa também sempre esteve nos meus sonhos, não só por ser o jogo mais importante do meu estado, mas porque é um clássico brasileiro e todo jogador que estar em jogos como esse”, completou Paulo Rangel.

O camisa nove do Papão garante que pensa antes de mais nada em uma vitória, mas como o responsável em por a bola nas redes admite que sonha em deixar sua marca no clássico estadual. “Em todos os jogos eu mentalizo fazer gols. Fico imaginando como seria a jogada, até a comemoração. Fazer gol no Re-Pa seria bom para mim em todos os sentidos, seria muito bom para minha carreira. Mas mais importante seria para minha equipe e para a torcida. Sonho bastante com isso”.

Por ser de Belém, ter a família e os amigos por perto faz com que o jogo se torne mais especial. “Sei de tudo que envolve esse clássico. Venho pensando nele há tempos e trabalhando dentro da minha mente. Não vejo a hora de entrar em campo e dar o meu melhor”, afirmou. “Para mim, a importância é enorme. Sem menosprezar os demais jogos, mas é um clássico e a atmosfera é diferente na semana de preparação. É um campeonato à parte, mas deixo a euforia por parte da torcida. Minha família e meus amigos estão ansiosos. Eles esperaram muito para me verem num grande clube e num grande jogo”, finalizou Paulo Rangel.

(Tylon Maués/Diário do Pará)



COMENTÁRIOS mode_comment