SAIU DO DM

Paysandu: Johnny Douglas já está liberado!

POSTADO EM: Quarta-Feira, 06/02/2019, 09:30:18
ATUALIZADO EM: 06/02/2019, 09:32:14

zoom_out_map
Jorge Luiz/Paysandu

Poupado nos dois últimos dias de treinos por causa do alto nível de CK (Creatina Quinase) na musculatura, o volante Johnny Douglas (foto) está totalmente liberado para o jogo de domingo em Castanhal. Agora, o DM bicolor conta com os goleiros goleiro Douglas Silva (joelho direito) e Mota (punho esquerdo), o volante Alex Galo (tornozelo esquerdo) e o meia Thiago Primão (tornozelo direito). O lateral-direito Bruno Oliveira está há dois dias no trabalho de transição e possivelmente hoje será liberado para treinos com bola.

Segundo o volante, mesmo com as críticas sofridas, o setor de marcação do Paysandu vem trabalhando com tranquilidade. Ele admite que ainda há muito a melhorar, mas salienta que os resultados obtidos até aqui referendam uma melhora da equipe. “Estamos tranquilos lá atrás. Conversamos bastante e tentamos ajustar tudo. Aconteceram algumas coisas, mas nada de surpresa para uma estreia. O mais importante foi que conseguimos vencer os dois jogos e isso tem que ser ressaltado”, confirmou. “Não tem mais aqueles times que estão apenas para participar. Todos os jogos são complicados e sabemos disso”, completou Johnny Douglas.

Aqui você vai encontrar materiais esportivos de todas as marcas. Camisas de grandes clubes nacionais e internacionais. Acesse e confira!

GRAMADO PESADO

- Entre os jogadores, um dos temas mais recorrentes nas entrevistas é justamente o gramado do Maximino Porpino. Curiosamente, com o intuito de poupar o gramado da Curuzu, o grupo bicolor tem treinado em outros locais durante a semana, em especial o centro de treinamentos da Desportiva, em Marituba, e o campo do Centro de Instrução Almirante Brás de Aguiar (Ciaba), em Belém.

- Segundo o volante Johnny Douglas, a situação preocupa, mas ressalta que depois de tantos treinos sob chuva, todos já estão preparados para o desafio. “O pessoal comentou que, se chover, o gramado fica bem pesado. Mas é assim aqui e estamos tranquilos quanto a isso”.

(Tylon Maués/Diário do Pará)



COMENTÁRIOS mode_comment