TÁ EM CONTA OU NÃO?

Ingressos do Papão tem valor um pouco mais barato do que o praticado em 2018

POSTADO EM: Segunda-Feira, 07/01/2019, 08:34:40
ATUALIZADO EM: 07/01/2019, 08:38:48

zoom_out_map
Fernando Torres/Paysandu

O Paysandu definiu o valor dos ingressos para o jogo de estreia da equipe no Campeonato Paraense, dia 23, uma quarta-feira, contra o São Francisco, na Curuzu. O preço foi fixado em R$ 25 (arquibancada) e R$ 50 (cadeira), abaixo, portanto, dos que foram praticados em 2018, que foram de R$ 30 e R$ 60, respectivamente. A direção do clube chegou a acenar com a possibilidade de lançar algum outro tipo de promoção para atrair o torcedor, contudo, a redução, na avaliação da diretoria, já ficou de bom tamanho.

“Esses preços estão quase 20% mais em conta que no ano passado”, observou o presidente Ricardo Gluck Paul. O clube definiu, também, que a venda começa amanhã (8) pela manhã. Cerca de 200 torcedores carentes (hipossuficientes) terão acesso de graça ao estádio. 16.200 bilhetes serão disponibilizados ao público. Os postos de venda serão os mesmo adotados no ano passado, bem conhecidos do torcedor.

Em 2018, o Papão encerrou sua participação no Parazão, do qual foi vice-campeão, sendo superado pelo maior rival, o Clube do Remo, ocupando a segunda colocação no ranking de arrecadação. O Papão arrastou um público total de 78.607 torcedores nos sete jogos que fez como mandante na competição, o que representa uma média de 11.230 bicolores por jogo. A marca foi superada pelo Remo, que teve um público total de 102.704 (média de 14.672), ou seja, diferença de 24.097 torcedores.

Este ano, com a estratégia de reaproximação do clube aos torcedores, com diferentes iniciativas, como reuniões com alguns desses bicolores, abertura dos treinos da equipe e, agora, o barateamento dos bilhetes para a partida, o Papão espera voltar a ter a liderança de público da competição. Mas, para que isso possa acontecer, os dirigentes admitem que não basta agir fora das quatro linhas. Dentro de campo, a equipe precisa dar a sua contribuição, conquistando vitórias convincentes, capazes de aumentar a cada partida a confiança e o desejo da Fiel de comparecer aos estádios.

Embora o presidente Gluck Paul não tenha se manifestado sobre o tema, é provável que os valores fixados para a partida contra o Leão santareno siga sendo praticado nos demais jogos do time, exceção, óbvio, aos clássicos contra o Clube do Remo, que terão preços um pouco mais “salgados”.

Aqui você vai encontrar materiais esportivos de todas as marcas. Camisas de grandes clubes nacionais e internacionais. Acesse e confira!

PREPARAÇÃO

- Último time a iniciar sua preparação para a disputa do Parazão, o Paysandu tenta evitar ao máximo a perda de tempo a fim de ficar, nos aspectos físicos e técnico, o mais próximos possível dos concorrentes, que já treinam desde o ano passado. Levando em conta essa diferença, o técnico João Brigatti e sua equipe não deram praticamente folga ao grupo que comandam. No sábado, teve atividade em dois períodos - manhã e tarde - e, ontem, a movimentação aconteceu apenas pela manhã.

- No sábado, os atletas foram submetidos, na própria Curuzu, a testes físicos no período da manhã. Já na parte da tarde, a atividade realizada no Centro de Treinamento da Desportiva foi marcada por movimentação técnica, repetida na manhã de ontem, no mesmo local. A programação segue até a estreia no Estadual. Hoje, os atletas e comissão técnica retornam ao trabalho. O cronograma da semana até o fechamento desta edição ainda não havia sido divulgado pelo clube.

- Ainda como parte da pré-temporada, os atletas estão hospedados no hotel Antônio Diogo Couceiro, anexo ao estádio bicolor, o que tem, de certa forma, facilitado o cumprimento da programação de atividade do grupo. Depois da integração do zagueiro Micael e do atacante Caion, últimos atletas a se apresentarem no clube, o elenco está completo, pelo menos por enquanto, visto que a direção bicolor ainda deverá anunciar novas contratações.

(Nildo Lima/Diário do Pará)



COMENTÁRIOS mode_comment