TEMPORADA 2019

Paysandu já dá pistas de quem pode permanecer e quem não interessa continuar no clube

POSTADO EM: Sexta-Feira, 07/12/2018, 07:18:27
ATUALIZADO EM: 07/12/2018, 07:39:16

zoom_out_map
Fernando Torres/Paysandu

No que depender do novo diretor de futebol do Paysandu, Felipe Albuquerque, que vem trabalhando na Curuzu desde que desembarcou em Belém, na última terça-feira, o zagueiro Fernando Timbó não continuará vestindo a camisa bicolor em 2019. O defensor chegou a ter sua permanência cogitada pela diretoria do Papão, levando em conta o fato de o atleta ter salário relativamente baixo, além de contar com a simpatia do técnico João Brigatti. Mas é possível que Timbó seja descartado, segundo informou Albuquerque.

“Conheço o empresário do jogador. Ele até é meu amigo, mas, sendo franco, neste momento o atleta não está dentro do escopo das contratações”, anunciou o diretor. A saída do atleta do clube só ainda não foi confirmada em função da necessidade de uma conversa entre Albuquerque e o treinador Brigatti. “Ainda não falei com o Brigatti, que teve a oportunidade de trabalhar com o jogador”, informou o diretor. Diferentemente da situação de Timbó, alguns outros atletas deverão continuar no clube, conforme adiantou o dirigente. 

“O Paysandu tem um atleta, que é o Guilherme Santos, que está emprestado (ao clube); tem ainda o Perema, que já estava aqui, e ainda o Willyam, que tem contrato. Além desses, têm também os vindos da base e que estiveram integrados ao elenco principal”, salientou o diretor, que já teria até iniciado negociações com outros jogadores da posição que aceitem a oferta financeira do clube e estejam dispostos a assinar contrato até o final da temporada que vem.

Aqui você vai encontrar materiais esportivos de todas as marcas. Camisas de grandes clubes nacionais e internacionais. Acesse e confira!

Missão é encontrar jogador bom e barato

Com folha salarial de R$ 300 mil fixada pela futura diretoria do clube para a disputa do Estadual, o novo diretor de futebol do Paysandu, Felipe Albuquerque tem de se virar para encontrar atletas que atendam a necessidade do técnico João Brigatti e que, ao mesmo tempo, se enquadrem nas condições financeiras ofertadas pelo clube. Como tem largo conhecimento do futebol goiano, no qual trabalhou por três temporadas no Vila Nova-GO, o estado da região Centro-Oeste, se comenta na Curuzu, será a principal fonte fornecedora de atletas para o plantel bicolor.

Mas, em sua primeira coletiva à imprensa, Albuquerque deixou claro que não liga para a origem dos atletas que serão contratados. “O que interessa mesmo é que eles atendam as nossas necessidades”, afirmou. Além de um goleiro, o Papão estaria correndo atrás de um lateral-direito, um zagueiro, um volante, dois meias de ligação, que tenham qualidade e sejam novos, além de dois atacantes, sendo um com característica de jogar pelos lados do campo e outro mais enfiado na área. Já os jogadores da base serão observados pelo técnico João Brigatti. O elenco deste ano contou, entre outros, com o goleiro Paulo Ricardo, o lateral-esquerdo Diego Matos, o volante Willyam e o meia Alan Calbergue, entre outros, todos oriundos das divisões de base do próprio clube.

RENOVAÇÃO 

- O Papão, em princípio, deverá contratar cerca de 10 novos jogadores para as mais diversas posições. Alguns desses atletas estariam já sendo pinçados no futebol local. 

- Fala-se no retorno do volante Ricardo Capanema e na aquisição do atacante João Leonardo. O primeiro esteve, após a saída da Curuzu, no ano passado, jogando em clubes menores, enquanto o segundo defendeu o Bragantino no Estadual. 

- Leonardo chegou a ser namorado pelo maior rival bicolor, o Remo, mas acabou não ficando no Baenão.

(Nildo Lima/Diário do Pará)



COMENTÁRIOS mode_comment