NOVO CONTRATADO

Paysandu: Expectativa com diretor é a melhor possível

POSTADO EM: Quinta-Feira, 06/12/2018, 08:31:18
ATUALIZADO EM: 06/12/2018, 08:31:18

zoom_out_map
Jorge Luiz/Paysandu

O presidente eleito do Paysandu, Ricardo Gluck Paul, cuja posse acontece no dia 7 de janeiro, na sede social bicolor, acredita ter acertado na contratação do diretor de futebol Felipe Albuquerque, que foi apresentado na última terça-feira, na Curuzu. Na avaliação do dirigente, o novo funcionário do Papão se enquadra dentro do perfil de necessidade do clube, que ano que vem trabalhará com orçamento apertado, visto que o rebaixamento do time à Série C de 2019 causou um déficit de cerca de R$ 12 milhões no orçamento da temporada vindoura.

“Ele está dentro do que a gente vinha procurando para o Paysandu”, disse. “Ele sempre foi a nossa primeira opção”, afirmou. De acordo com Gluck Paul, o fato de Albuquerque estar acostumado a trabalhar com orçamento pequeno pesou bastante para a aprovação e, consequente, contratação do diretor, que esteve este ano no Vila Nova-GO, 7º colocado na Série B do Brasileiro. “Na minha visão é uma pessoa que tem em seu histórico conseguir a auto performance com um orçamento apertado”, disse. “É muito a nossa realidade”, observou.

Desde o desembarque de Albuquerque em Belém ele tem conversado com Gluck Paul, conforme informou o presidente. Os bate-papos, com toda a certeza, tiveram como principal teor a montagem do elenco, embora o diretor tenha afirmado em sua coletiva à imprensa, na terça-feira, que ainda não havia tratado da vinda de novos jogadores para o elenco bicolor.

Indicações vão passar por Central de Inteligência 

O novo diretor de futebol do Paysandu, o goiano Felipe Albuquerque, de 32 anos, chegou a Belém trazendo em seu currículo um bom trabalho no Vila Nova-GO, embora o time não tenha alcançado seu principal objetivo nas temporadas de 2016/2017 e 2018, que era conseguir subir para a Série A do Nacional. “Em todas as temporadas, o Vila esteve na casa dos 50 pontos, sempre na primeira página da tabela. Realmente o Vila foi alçado a um novo patamar”, avaliou.

Albuquerque explicou a decisão de aceitar o convite que recebeu do presidente eleito Ricardo Gluck Paul para vir para o Papão, onde terá peso importante no processo de reformulação do elenco. “Vejo o Paysandu como um clube gigante”, declarou. Embora não vá contar com os mesmos poderes do ex-executivo alviceleste, André Mazzuco, que mandava e desmandava na aquisição de atletas, o novo funcionário bicolor deverá apontar alguns jogadores.

Os atletas recomendados por Albuquerque, porém, serão avaliados pelo Centro de Inteligência Bicolor (CIB), encarregado de levantar todos os dados possíveis e imagináveis dos atletas a serem contratados. A “CIA” do Papão será implantada na gestão de Ricardo Gluck Paul, que optou por eliminar a figura do diretor de futebol estatutário, criando a figura do diretor remunerado do setor e que fará, conforme explicou o dirigente, o papel de executivo, além de outras funções.

(Nildo Lima/Diário do Pará)



COMENTÁRIOS mode_comment